Topo

Espanhol - 2019


Em jogo sonolento, Barcelona vence Girona e segue isolado na liderança

Messi marcou contra o Girona e chegou a 19 gols em 19 jogos no Espanhol - LLUIS GENE/AFP
Messi marcou contra o Girona e chegou a 19 gols em 19 jogos no Espanhol Imagem: LLUIS GENE/AFP

Do UOL, em São Paulo (SP)

27/01/2019 15h05

Com Lionel Messi de volta ao time titular após ser poupado contra o Sevilha, o Barcelona venceu o Girona por 2 a 0 neste domingo (27), no Montilivi, pela 21ª rodada do Campeonato Espanhol. Os gols da partida saíram pelos pés de Semedo e Messi, que segue isolado na artilharia do torneio. 

Apesar da vitória - que faz o clube recuperar a moral após derrota para o Sevilha na Copa do Rei da Espanha -, o time de Ernesto Valverde esteve irreconhecível e jogou um futebol muito abaixo do habitualmente mostrado. Nem a expulsão de Espinosa e o fato de jogar com um a mais por quase todo o segundo tempo fez diferença.

De todo modo, o Barcelona segue como líder isolado da competição, com 49 pontos, enquanto o Girona estacionou em 13º lugar, com 24 pontos. O próximo compromisso do clube culé no torneio será contra o Valencia, no dia 2 de fevereiro.

Antes, o time enfrenta o Sevilha pelo segundo jogo das quartas de final da Copa do Rei. Para avançar, precisa reverter a desvantagem de 2 a 0 do jogo de ida. Já o Girona, depois de eliminar o Atlético nas oitavas, perdeu a ida para o Real Madrid por 4 a 2 e tentará reverter a desvantagem em casa na próxima quinta-feira (31).  

Semedo abriu o placar contra Girona e voltou a marcar após dois anos - SERGIO PEREZ/REUTERS
Semedo abriu o placar contra Girona e voltou a marcar após dois anos
Imagem: SERGIO PEREZ/REUTERS

Semedo quebra jejum de mais de dois anos
Se não foi a noite do Barcelona em Ginona, Semedo não pode falar o mesmo. O lateral português marcou seu primeiro gol com a camisa do Barcelona, garantiu a vitória da equipe e ainda por cima quebrou um jejum que perdurava desde novembro de 2016, quando marcou pela última vez e ainda defendia o Benfica.

Barcelona entra em campo irreconhecível
Messi e Philippe Coutinho começaram a partida depois de serem poupados na Copa do Rei. Mesmo assim, de olho na Liga dos Campões e no revezamento de atletas, Valverde preferiu Arthur no banco, e Vidal não conseguiu desafogar o meio-campo. Coutinho esteve irreconhecível: lento, errou muitos lançamentos e perdeu um gol inacreditável ao ser deixado por Messi na cara do gol. Messi só deslanchou na segunda etapa.

Três pênaltis não marcados?
A arbitragem de Pablo González Fuertes causou irritação entre os jogadores. Só na primeira etapa, foram três reclamações de pênaltis não marcados, dois a favor do Girona e um a favor do Barcelona. Logo depois do gol de Semedo, Stuani caiu na área depois de se enrolar com Jordi Alba. Tanto o juiz quanto o VAR nada marcaram. Também houve reclamações de toques de braço de Piqué e Pons dentro da área.

Girona obriga Ter Stegen a trabalhar
Ter Stegen contou com a sorte no primeiro tempo: saiu errado e só não levou gol porque os adversários não chegaram a tempo em bola cruzada na área. Depois, se redimiu. Fez grande defesa contra chute de Stuani e teve ajuda de Piqué para tirar o rebote em cima da linha. O goleiro do Barcelona ainda parou Stuani mais duas vezes na segunda etapa.

Espinosa é expulso, e Arthur entra para mudar o jogo
Na volta do intervalo, Espinosa fez falta dura em Suárez, levou o segundo amarelo e foi expulso. Mesmo com um a menos, o Girona ensaiou uma reação e seguiu buscando empate, mas parou em Ter Stegen. Até que Valverde sacou Vidal e acionou Arthur. O Girona não arredou o pé da pressão, mas a mudança foi perceptível e logo o Barcelona passou a controlar melhor o jogo.

Messi chega a 19 gols em 19 jogos
Em resposta à pressão do Girona, o Barcelona puxou um contra-ataque com Suárez e Alba. O lateral tocou para Messi, na entrada da área, encobrir o goleiro e marcar o segundo do Barça na partida. Artilheiro isolado do Espanhol, o argentino chegou a 19 gols marcados em 19 jogos nesta edição do torneio. E o camisa 10 poderia ter feito mais um. Bateu firme, mas o goleiro Bono estava atento e fez grande defesa.

Valverde cozinha o jogo
Mesmo diante da atuação apática do Barcelona, Ernesto Valverde decidiu deixar o time mais defensivo nos minutos finais. Lançou Sergi Roberto no lugar de Busquets e o zagueiro Vermaelen no lugar de Lenglet. Desse modo, restou ao time culé manter a bola no pé para administrar a vitória fora de casa. Coutinho e Suárez tiveram suas chances nos acréscimos, mas foram travados por Alcalá e pelo goleiro Bono.

FICHA TÉCNICA
GIRONA 0 X 2 BARCELONA


Data: 27 de janeiro de 2019, domingo, às 13h15 (de Brasília)
Local: Montilivi, em Girona (ESP)
Cartões amarelos: Porro, Espinosa e Stuani (GIR); Lenglet, Busquets e Vidal (BAR)
Cartões vermelhos: Espinosa
Gols: Semedo, aos 8' do primeiro tempo; Messi, aos 23' do segundo tempo

GIRONA: Bono; Alcalá, Espinosa, Juanpe e Porro; Aleix García (Douglas), Pons, Valery Fernández e Granell (Seung-Ho Paik); Portu (Lozano) e Stuani. Técnico: Eusebio Sacristán

BARCELONA: Ter Stegen; Semedo, Piqué, Lenglet (Vermaelen) e Alba; Busquets (Sergi Roberto), Vidal (Arthur), Rakitic e Philippe Coutinho; Luis Suárez e Messi. Técnico: Ernesto Valverde