PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mesmo sem torcida, Flamengo desembarca no Rio por saída alternativa

Guerrero é escoltado até um carro particulares por seguranças do Flamengo - Bruno Braz / UOL Esporte - Bruno Braz / UOL Esporte
Guerrero é escoltado até um carro particular por seguranças do Flamengo
Imagem: Bruno Braz / UOL Esporte

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

28/09/2017 05h23

Temendo possíveis protestos na chegada do Flamengo ao Rio de Janeiro nesta quinta-feira, a Polícia Federal recomendou e o clube acatou a decisão da delegação rubro-negra desembarcar no terminal de cargas do aeroporto Tom Jobim. Apesar do receio, não haviam torcedores no saguão, apenas taxistas e funcionários que ainda debatiam a final da Copa do Brasil, que terminou com o título do Cruzeiro após empate em 0 a 0 no tempo normal e vitória nos pênaltis.

O time da Gávea agendou seu retorno para cedo. O pouso aconteceu por volta das 5h e, na saída do terminal de cargas, um forte aparato de seguranças particulares, policiais militares e guardas municipais escoltavam os jogadores. 

O primeiro a ir embora foi Diego, que entrou num carro particular, assim como Guerrero e Lucas Paquetá. Um veículo dirigido por um segurança buscou o presidente Eduardo Bandeira de Mello na parte interna.

Os demais atletas e membros da diretoria e comissão técnica deixaram o local no ônibus rubro-negro. 

O Flamengo folga nesta quinta-feira e se reapresenta na sexta visando o duelo com a Ponte Preta na próxima segunda-feira (2), em Campinas (SP), pelo Campeonato Brasileiro. 

Futebol