Topo

Futebol


Polícia retira faixa e impede protesto contra Consórcio no Maracanã

Torcida do Flamengo protesta contra Odebrecht na partida ante o Cruzeiro - Pedro Ivo Almeida/UOL
Torcida do Flamengo protesta contra Odebrecht na partida ante o Cruzeiro Imagem: Pedro Ivo Almeida/UOL

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

28/08/2013 23h13

A torcida do Flamengo aproveitou o intervalo do duelo contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil, para protestar contra a Odebrecht, uma das empresas que administra o Maracanã. No entanto, a manifestação foi abafada pela polícia.

Bastou o apito final do primeiro tempo para que uma faixa, com a mensagem “O Maraca é nosso. Fora Odebrecht!”, fosse estendida nas arquibancadas do estádio. Além disso, os flamenguistas ofendiam a empresa com palavrões.

Após cinco minutos de protesto, um policial chegou ao local e pediu a retirada da faixa. Ao ver a atitude do agente militar, a torcida reprovou e começou a vaiar, mas, mesmo assim, tirou a mensagem.

Procurado pela reportagem, o Consórcio informou que não tem nada a ver com a atitude dos policiais, mas lembraram que o Estatuto do Torcedor proíbe manifestações e faixas contra empresas, o que teria motivado a ação. Por fim, a administração do Maracanã disse que respeita todo e qualquer protesto pacífico.

O Maracanã já havia motivado protestos antes da partida. Manifestantes chegaram até a pichar um muro do estádio.

 

Mais Futebol