PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Raí nega racha no elenco e garante Aguirre como técnico do São Paulo

Raí dá o seu voto de confiança para o treinador Diego Aguirre no São Paulo - Marcello Zambrana/AGIF
Raí dá o seu voto de confiança para o treinador Diego Aguirre no São Paulo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

16/10/2018 12h35

Com o São Paulo em queda livre no Campeonato Brasileiro, o executivo de futebol do clube, Raí, veio a público dar o seu voto de confiança ao técnico Diego Aguirre. Como publicou o UOL Esporte, o treinador do Tricolor já começa a sofrer pressão, após cinco partidas sem vitória da equipe no nacional. No entanto, por ter crédito com os dirigentes, uma troca neste momento ainda não é cogitada. 

“O resultado fala sobre o trabalho do Aguirre. Não o resultado imediato de algumas semanas, mas sim desde que ele chegou aqui. Isso não está nem em pauta, nem falo em confiança. A gente acredita muito no trabalho dele, no trabalho do grupo, e sem dúvida nenhuma foi o treinador que soube mexer com esse grupo, várias vezes. Não foi só quando ele chegou que o time cresceu, outras vezes também ele atuou para fazer o time melhorar. E no momento ruim da temporada, ele e sua comissão vão saber como mexer com o grupo”, disse Raí.

Outro tema recorrente durante esses tempos de crise no nacional seria um eventual racha entre os jogadores do Tricolor. O dirigente negou a existência de qualquer rusga entre os atletas do clube.

“Esse é um dos melhores grupos que eu já trabalhei em termos de ambiente. Vocês acompanham o dia a dia e todo mundo festejou isso o tempo todo, quando estávamos bem, recuperamos a liderança, mantivemos a liderança, porque o grupo é bom. E continua bom, isso não está nem em pauta, porque confiamos muito nele. Foi atingido por maus resultados, atuações não tão boas, a confiança atingiu, e a gente só recupera a confiança trabalhando aqui dentro e contando com o apoio da torcida. O time chegou em um estágio muito bom de rendimento, resultados, várias rodadas como líder. Peço para a torcida continuar acreditando, porque acreditamos muito no trabalho que trouxe a gente até aqui e que vai nos levar a uma posição boa até o fim do ano”, explicou o dirigente, que chamou a responsabilidade pela fase ruim da equipe.

"O momento desafiador, e eu já passei por vários na minha carreira como jogador, você tem que pensar em todos os detalhes. Quando as coisas estão dando certo, tudo sai mais fácil. Quando não estão dando certo, você tem que pensar em todos os detalhes, cada um melhorar um pouco mais o que pode fazer, os jogadores, comissão técnica, diretoria. Eu sou o maior responsável pela situação de hoje em dia e continuo confiante. A confiança, você melhorando com o trabalho, o que você acha que ainda pode melhorar, você vai recuperando a confiança e com o resultado depois as coisas voltam ao normal”, completou.

Por fim, Raí não quis jogar a toalha em relação ao título do Campeonato Brasileiro. Depois da derrota para o Internacional, no último fim de semana, o São Paulo caiu para a quarta colocação na tabela de classificação, com sete pontos a menos do que o líder Palmeiras. 

“Quando a gente passa por um momento como este, com resultados insatisfatórios, temos que pensar em melhorar o nosso time. Melhorando nosso rendimento, o resultado vai voltar e depois a gente vai pensar nos objetivos. Agora, não é momento de pensar em quais objetivos a gente vai chegar. O objetivo agora é melhorar a equipe, melhorar o rendimento, e a gente está trabalhando para isso”, afirmou Raí.

Esporte