PUBLICIDADE
Topo

Muricy ressalta 'trabalho' no SP e brinca: "Nunca fui vagabundo"

Muricy Ramalho entrou sorridente em entrevista coletiva após o jogo, e terminou conversa brincando - Reinaldo Canato/UOL
Muricy Ramalho entrou sorridente em entrevista coletiva após o jogo, e terminou conversa brincando Imagem: Reinaldo Canato/UOL

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em São Paulo

19/09/2013 09h00

Até agora, Muricy Ramalho não é nessa atual passagem pelo São Paulo o técnico ranzinza que por vezes se irritou com a imprensa entre 2006 e 2009, no Morumbi. Por enquanto, assim como descrito pelos jogadores do clube, o treinador tem postura mais amena. Na noite de quarta-feira, após vencer o Atlético-MG e chegar à terceira vitória seguida desde o retorno, Muricy falou bem humorado sobre a assinatura de contrato com o São Paulo depois de ressaltar o “trabalho” que vem sendo feito no clube.

“Quando você para em frente a 30 jogadores, você percebe no olhar de todos se eles têm ou não confiança no treinador. O que eles estão recebendo é isso, uma palavra de um cara que tem certa experiência e conhece o clube que está trabalhando. É pouco a pouco, trabalhando, é decisão atrás de decisão. Não sou do tipo de técnico que chega e quer mudar tudo. Vou trabalhando e conseguindo a confiança de todos. Conheço todo mundo no CT, mas jogador não. Acho que a gente está no caminho certo”, disse o treinador, que se marcou com a frase “aqui é trabalho” – e ganhou até camisa com os dizeres nesse retorno ao Morumbi.

Muricy já havia iniciado a entrevista coletiva com bom humor. Ficou alguns minutos teclando no celular antes de permitir as primeiras perguntas dos jornalistas. Explicou, enquanto sorria, que falava com um dos filhos, que completara 24 anos de idade na noite de quarta-feira.

No fim da entrevista coletiva no Morumbi, Muricy brincou sobre o acerto com o São Paulo. Falou que sentiu que o clima era de desânimo entre os jogadores quando chegou, e que repensou a decisão de ter largado o desemprego – foi demitido do Santos em maio – em seu sítio em Ibiúna para voltar a trabalhar.

“O momento realmente é ruim, Juvenal me ligou falando assim. Cheguei no CT e vi, era assim mesmo, estava difícil. Pensei: ‘Eu estava lá em Ibiúna, comendo carne e tomando cerveja, com a família, estava ótimo... Nunca fiz isso, ser vagabundo (risos). Estava ótimo, meu deus. Mas falei: ‘Vamos lá, Juvenal’. Nem assinei ainda o contrato, está lá em casa jogado em algum lugar”, brincou Muricy.

Desde o retorno de Muricy Ramalho, o São Paulo venceu a Ponte Preta, por 1 a 0, o Vasco, por 2 a 0, e o Atlético-MG, por 1 a 0. O técnico assumiu o clube na 18ª colocação e hoje ocupa a 13ª posição do Brasileirão. Com a vitória desta quarta, o São Paulo chegou a 27 pontos e se aproximou da zona intermediária da tabela de classificação. No próximo domingo o time enfrentará o Goiás, no Serra Dourada.

Muricy Ramalho
Muricy Ramalho
$escape.getHash()uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','14403', '')

Esporte