PUBLICIDADE
Topo

Futebol Americano

Goleira vira 1ª mulher a jogar na elite do futebol americano universitário

Sarah Fuller foi a primeira mulher a disputar uma partida na elite do futebol americano universitário - Hunter Dyke/Mizzou Athletics via Getty Images
Sarah Fuller foi a primeira mulher a disputar uma partida na elite do futebol americano universitário Imagem: Hunter Dyke/Mizzou Athletics via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

28/11/2020 16h53

A goleira da Universidade de Vanderbilt, no estado do Tennessee, Sarah Fuller, fez história na tarde de hoje, mas por outro esporte: o futebol americano. Ela foi a primeira mulher a disputar uma partida pela SEC, uma das principais conferências do esporte universitário dos Estados Unidos.

Ela foi responsável pelo kickoff, o chute que dá início ao jogo, no segundo tempo da partida entre o time de Vanderbilt contra a Universidade do Missouri.

Sarah foi chamada ao time por conta da série de desfalques que a universidade sofreu devido aos protocolos de segurança do Covid-19.

A presença de mulheres nos times masculinos de futebol americano universitário não é novidade nas divisões inferiores. Em 1997, Liz Heaston chutou dois extra points na vitória da Universidade de Willamette e foi a primeira mulher a atuar pelo College Football.

A SEC, conferência em que a universidade de Sarah Fuller pertence, faz parte da chamada Power Five, que representa a elite do futebol americano universitário.

Futebol Americano