PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus faz Draft da NFL ir do glamour de Las Vegas para evento online

Comissário da NFL, Roger Goodell dá entrevista coletiva antes do Super Bowl LIV - Kirby Lee/USA Today Sports
Comissário da NFL, Roger Goodell dá entrevista coletiva antes do Super Bowl LIV Imagem: Kirby Lee/USA Today Sports

Lucas Tieppo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/04/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Draft da NFL seria em Las Vegas, mas foi cancelado por causa do coronavírus
  • Cidade conhecida pela extravagância prometia algumas surpresas no evento
  • A cerimônia será realizada virtualmente, com os envolvidos em suas casas
  • A decisão de manter o Draft em meio à pandemia foi bastante criticada

A NFL preparava um grande evento para a realização do Draft deste ano. A cerimônia de hoje (23) seria realizada em Las Vegas, com tapete vermelho sobre as águas do lago do famoso cassino Bellagio e jogadores sendo levados de barco até a área VIP, no melhor estilo extravagante da cidade. Porém, tudo mudou com a pandemia do novo coronavírus, e o evento agora será todo feito de maneira online.

Com as regras de isolamento social cada vez mais rígidas nos Estados Unidos, a liga optou por manter as datas, mas o evento será todo virtual. Roger Goodell, principal dirigente da NFL, fará os anúncios do porão da sua casa, em Nova York. Os técnicos e gerentes das franquias estarão também nas suas residências, já que as instalações das equipes estão fechadas. Tudo será feito pela internet e por telefone.

Inicialmente, a liga planejou realizar o evento sem público, mas com jogadores, técnicos e dirigentes em Vegas. Porém, com o avanço da doença no país e no mundo, a decisão pela saída virtual foi tomada.

A manutenção do Draft em meio à pandemia foi bastante questionada, já que as equipes estão proibidas de viajar para realizar treinos, exames médicos e entrevistas com os jogadores que desejam. Foram cancelados também os eventos organizados pelas universidades, quando os atletas menos badalados poderiam mostrar potencial.

A NFL Network trabalha para manter a expectativa em torno dos anúncios. O Cincinnati Bengals é o dono da primeira escolha. Haverá câmeras instaladas nas casas de todos os técnicos e dirigentes para criar o que chamam de salas de guerra, usadas para as equipes definirem qual jogador será escolhido ou negociar trocas com outras equipes. Uma linha exclusiva para negociações também será criada.

Foi realizado um teste geral nessa segunda-feira (20) com a participação de todas as pessoas envolvidas no evento. Segundo a ESPN norte-americana, aconteceram alguns problemas no início. Um deles se referia ao não uso do "mudo" enquanto outra pessoa falava, mas o resultado foi positivo, e espera-se que tudo corra dentro do esperado.

A ESPN e a NFL Network, canal destinado apenas aos fãs da liga, farão uma transmissão única, com representantes das duas emissoras envolvidas. Apenas os apresentadores Suzy Kolber e Trey Wingo estarão na sede da ESPN, mas todos analistas participarão de casa. A rede ABC também exibirá o evento, mas com equipe própria.

As tradicionais entrevistas com os jogadores escolhidos também serão realizadas virtualmente. A liga recomendou ainda que os atletas evitem reunir amigos e familiares em um mesmo local para acompanharem a transmissão. No Brasil, o evento será transmitido a partir das 20h30 na ESPN e no Watch ESPN, serviço disponível para assinantes do UOL Esporte Clube.

O Draft é o grande evento da intertemporada do futebol americano e tem crescido em importância nos últimos anos, atingindo altos índices de audiência. As 32 franquias escolhem jogadores oriundos do esporte universitário para reforçar os seus elencos em três dias de cerimônias, formato que foi mantido. No dia 23 de abril acontece a primeira rodada, quando são escolhidos os primeiros 32 atletas. Nos dois dias seguintes, serão realizadas mais seis rodadas.

Eram esperadas mais de 400 mil pessoas em Las Vegas para os três dias de Draft. O palco principal seria no glamoroso Caesars Forum, e até a Las Vegas Strip, principal avenida da cidade, seria fechada para os carros. Como comparação, o evento do ano passado levou mais de 600 mil visitantes para Nashville e rendeu 224 milhões (mais de R$ 1,1 bilhão) para a economia da cidade.

Vegas será a mais nova sede da NFL a partir da temporada 2020 com a chegada dos Raiders, que deixaram a cidade de Oakland. O time terá um estádio que ainda será finalizado. O custo da obra é estimado em 1,9 bilhão de dólares.

Ainda é incerto se a temporada 2020 começará em setembro. Por enquanto, a NFL não anunciou nenhuma mudança, mas os treinos de pré-temporada dificilmente serão realizados na data prevista, o que deve atrapalhar os planos.

Futebol Americano