PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Verstappen diz ter sido "alvo fácil" para Hamilton: "Não tinha o que fazer"

Verstappen lamenta corrida perdida no final: "Me tornei alvo fácil" - REUTERS/Albert Gea
Verstappen lamenta corrida perdida no final: "Me tornei alvo fácil" Imagem: REUTERS/Albert Gea

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/05/2021 12h06Atualizada em 09/05/2021 12h54

Max Verstappen, da Red Bull, liderou o Grande Prêmio da Espanha por boa parte da corrida, mas acabou ultrapassado por Lewis Hamilton, da Mercedes, na volta número 60. Em entrevista após a corrida, o holandês admitiu que já imaginava que perderia a disputa quando Hamilton trocou os pneus e ele percebeu que o adversário estava mais rápido.

"No final do pneu macio e quando eu coloquei o pneu médio deu para ver que eles estavam mais rápidos. Não tinha muito mais o que fazer. Eles foram pra uma próxima parada, e eu sabia que tinha acabado. Eu já tava sofrendo com os pneus que eu tinha, e eu vi que o Hamilton tava chegando muito rápido, fiquei como um pato sentado.", brincou Verstappen, utilizando expressão que significa que ele se tornou um alvo fácil para Hamilton.

O holandês voltou a reconhecer a superioridade do carro de Lewis Hamilton e afirmou que "tentou tudo o que pode" para vencer. Apesare disso, ele disse que houve uma evolução em relação à temporada passada.

"Quando eu estava em primeiro, com o trânsito, os carros atrás, é muito mais fácil quando se tem a vantagem de velocidade no carro. Se a gente parasse mais uma vez não sei se a gente chegaria melhor, mas apesar disso, eu tentei tudo o que pude.", ele disse. "Mostra que ainda não estamos no melhor, temos que trabalhar mais, tirar essa diferença. Estamos um pouco mais lentos nesse momento, mas comparado ao ano passado estamos melhores.", concluiu.

Em entrevista ao canal Bandeirantes, Verstappen afirmou que a Red Bull precisa fazer ajustes para melhorar o ritmo de corrida e deixar de perder corridas por o carro estar mais lento que os da Mercedes. Segundo ele, é algo que tem atrapalhado o seu desempenho.

"Depois da parada eu estava mais lento o tempo todo e sabia que Lewis estava atras de mim. Acho o ano inteiro o nosso ritmo está atrás da Mercedes, e precisamos melhorar isso. Estamos sendo mais lentos na corrida, e isso não é bom"

A Red Bull adotou a estratégia de fazer apenas uma parada durante a corrida, diferente de Mercedes, que chamou Hamilton para os boxes em duas ocasiões. Os pneus novos deram ainda mais vantagem a Hamilton, que foi mais rápido, alcançou o holandês e venceu a corrida. Apesar disso, Max acha que a velocidade do carro foi mais determinante do que a estratégia.

"É muito mais fácil dizer depois que a prova acabou. Achei que deveria ter continuado mesmo [na pista, após pit stop de Hamilton], mas no fim das contas o que mais fez diferença foi o ritmo da Mercedes, não tanto a estratégia. Eu o ultrapassei na largada e mantive um bom ritmo, mas se ele tivesse mantido a primeira posição teria desaparecido na frente.", disse o piloto.

Verstappen insistiu que o ritmo de corrida da Red Bull ainda "não é o suficiente" e projetou um GP de Mônaco "completamente diferente" do de hoje. A Fórmula 1 volta em duas semanas, em Monte Carlo.

Fórmula 1