PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

De pneu vazio a demora "crônica": F1 tem pit stops malucos no GP da Espanha

Parada confusa de Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo, durante o GP da Espanha - Reprodução/Twitter
Parada confusa de Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo, durante o GP da Espanha Imagem: Reprodução/Twitter

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/05/2021 11h40

O Grande Prêmio da Espanha foi marcado por uma série de pit stops confusos protagonizados pelas equipes Red Bull, AlphaTauri Alfa Romeo e Aston Martin. Com problemas nas trocas dos pneus de Max Verstappen e Pierre Gasly, uma parada desastrosa de Antonio Giovanazzi, e a já "tradicional" demora de Sebástian Vettel, o dia em Barcelona não foi muito bom para os mecânicos.

A maior confusão foi da Alfa Romeo, que fez um pit stop extremamente confuso na primeira parada de Antonio Giovanazzi. Um mecânico notou que um dos novos pneus estava vazio, o que obrigou a equipe a voltar à parte interna dos boxes para buscar outro jogo. O italiano ficou 35,1 segundos parado, em um pit stop que no total durou 45s.

Apesar da lambança, Giovanazzi não foi tão prejudicado. A parada confusa aconteceu quando um safety car estava na pista, após Yuki Tsunoda abandonar a prova logo no início, por problemas mecânicos. O italiano já voltaria da parada na última posição, e só teve que acelerar o passo para encostar no pelotão. No final, ele ficou no 15º lugar.

Na Red Bull, uma lentidão incomum atrapalhou a corrida de Verstappen. A equipe demorou para trocar um dos pneus traseiros, e o pit stop que geralmente leva em torno de 2 segundos desta vez demorou 4,2s. O piloto liderava a corrida quando entrou nos boxes. A Mercedes não aproveitou o erro adversário imediatamente, mas no final Hamiton alcançou Verstappen por ter pneus mais inteiros e venceu o GP da Espanha.

AlphaTauri e Aston Martin também têm problemas

A tarde já começou péssima para a AlphaTauri porque Pierre Gasly recebeu uma punição de cinco segundos por largar fora de sua posição na largada, o que já prejudicou a corrida do francês logo de cara.

Fazendo uma corrida de recuperação, Gasly teve mais um problema durante uma segunda parada péssima. Com uma lentidão na hora do pit stop, o francês ficou 6,7 segundos parado. Uma corrida para se esquecer na AlphaTauri.

A já "tradicional" demora no pit stop também atrapalhou Sebastian Vettel mais uma vez, um problema que o alemão tem lidado frequentemente em sua carreira.

Enquanto brigava por posição com Fernando Alonso, os dois foram para a parada ao mesmo tempo. O pit stop ruim de Vettel, no entanto, foi decisivo. Enquanto o espanhol ficou 2,5 segundos parado, Vettel teve uma parada de 4 segundos. Dessa forma, Alonso saiu dos boxes na frente.

Fórmula 1