Topo

Rodolfo Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Futebol brasileiro terá ótima disputa em 2023 com tantos bons centroavantes

Yuri Alberto garantiu, com gol nos acréscimos, a vitória do Corinthians sobre o Ceará - MAYCON SOLDAN/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Yuri Alberto garantiu, com gol nos acréscimos, a vitória do Corinthians sobre o Ceará Imagem: MAYCON SOLDAN/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Colunista do UOL

27/12/2022 04h00Atualizada em 27/12/2022 11h25

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido

Ainda em fase de pré-temporada, os clubes da Série A do Brasileirão 2023 estão voltando aos treinos e começando a acertar suas contratações para o próximo ano. Nesta semana, o Corinthians deve garantir a permanência do centroavante Yuri Alberto, um dos destaques do time na reta final de 2022. Ainda que, para isso, deva perder o promissor zagueiro Robert Renan e o volante Du Queiroz, duas crias da base.

Já o Grêmio está próximo de anunciar o experiente Luis Suárez, maior artilheiro da seleção uruguaia, que jogou a Copa do Mundo no Qatar. Aos 35 anos, Luisito, que jogou o segundo semestre de 2022 pelo Nacional, de Montevidéu, não acertou sua ida para a MLS, nos Estados Unidos, e pode ser anunciado em breve pelo tricolor gaúcho.

Depois do Brasileirão, outro grande que anunciou a chegada de um centroavante foi o Vasco, que buscou Pedro Raúl, vice-artilheiro da Série A de 2022 pelo Goiás, com 19 gols.

Assim, para 2023, o futebol brasileiro deverá contar com vários bons nomes no comando de ataque das principais equipes. Além de Yuri Alberto, Pedro Raúl, Luis Suárez (se confirmado mesmo), teremos ainda destaques de 2022, como o argentino Germán Cano, artilheiro do último Brasileirão com 26 gols e autor de 44 gols no ano.

Além desses, teremos ainda os flamenguistas Pedro e Gabigol, que fizeram 29 gols cada em 2022; o santista Marcos Leonardo, que fez 21 gols pelo Santos no ano; o argentino Calleri, que marcou 27 gols pelo São Paulo e foi o terceiro jogador com mais gols no Brasileirão; e também Hulk, do Atlético-MG, que fez 29 gols em 2022, sendo novamente o artilheiro do Galo na temporada.

O Palmeiras, atual campeão brasileiro, tem os centroavantes argentinos López e Merentiel, mas os olhares vão mesmo para o jovem Endrick, de 16 anos, que acertou sua ida para o Real Madrid, mas deverá ficar no Verdão por mais dois anos, até completar 18 anos.

Com tantos bons nomes assim (e talvez outros ainda por vir), o futebol brasileiro deverá ter uma bela disputa pelas artilharias das principais competições.

Siga Rodolfo Rodrigues no Instagram

Siga Rodolfo Rodrigues no Twitter

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL