PUBLICIDADE
Topo

Rafael Oliveira

Bento manteve Athletico vivo até o fim, mas River foi bem superior

Lucho, do Athletico-PR, disputa bola com Pinola, do River Plate - EFE/ Juan Mabromata POOL
Lucho, do Athletico-PR, disputa bola com Pinola, do River Plate Imagem: EFE/ Juan Mabromata POOL
Rafael Oliveira

Comentarista de futebol com passagens por Esporte Interativo e ESPN. Atualmente no Dazn. Sempre interessado em informações e análises do jogo em qualquer parte do planeta.

Colunista do Uol

01/12/2020 21h16

O River Plate eliminou o Athletico Paranaense nas oitavas da Libertadores. O resultado não surpreende e confirma um favoritismo destacado do forte time argentino.

O placar já foi bem mais apertado. E, na partida de volta, o goleiro Bento teve grande responsabilidade nisso. O jovem aproveitou a oportunidade e fez diversas ótimas defesas.

A superioridade do River foi notável. Com alguma facilidade, a equipe progrediu com a posse de bola, encontrando espaços a partir da distribuição das peças e da qualidade de passes de Enzo Pérez para iniciar os lances.

Com exceção dos 15 primeiros minutos de cada tempo, o Athletico não ofereceu grande resistência, apesar do placar nunca ter ficado confortável ou definido.

Gallardo escalou Montiel e Casco como alas bem abertos. Por dentro, Enzo Pérez buscava os espaços para que Nacho Fernández e principalmente Nicolás De La Cruz recebessem e acionassem a dupla de ataque.

Apesar do gol ter demorado e saído apenas no pênalti do segundo tempo, não foi por falta de chances criadas.

Com o Athletico posicionado em uma espécie de 5-4-1, havia uma certa distância entre os volantes e Walter. Ali, Enzo Pérez iniciava a distribuição. Os zagueiros abertos se projetavam e atraíam os meias abertos (Carlos Eduardo e Lucho), criando espaços para que De La Cruz e Nacho Fernández pudessem receber.

A forma de progredir e gerar vantagens a partir da posse de bola sempre esteve muito clara. Ainda teve a entrada do bom Carrascal na reta final.

O Athletico competiu diante das adversidades e tentou aproveitar uma eventual escapada. Não criou grande perigo e também não se defendeu tão bem, mas contou com uma excelente atuação de Bento.

O River é mais time e foi superior na partida. Está classificado para as quartas e é um dos trabalhos mais consolidados do continente.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.