PUBLICIDADE
Topo

Posse de Bola

A Champions tem a melhor versão de Neymar

Arnaldo Ribeiro

Arnaldo Ribeiro é jornalista desde 1990. Passou por Notícias Populares, Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo. Na revista Placar, foi editor especial e redator chefe. Passou 13 anos na ESPN. Desde 2019, é responsável (com Eduardo Tironi) pelo podcast Posse de Bola. Também é comentarista do Sportv, além de colunista do site torcedores.com.

Colunista do UOL

24/11/2020 19h06

Neymar está mais uma vez de volta. Na crucial partida do PSG contra o RB Leipzig, ele fez um pouco de tudo. Marcou o gol da vitória (de pênalti), lutou, catimbou, provocou, levou (claro) o cartão amarelo e liderou o time, que volta a ter chance de classificação depois de estar virtualmente eliminado numa chave complicada. Ao final da partida, Neymar vibrou como nunca, abraçando cada um de seus companheiros. Teve até aperto de mão com o pessoal da arbitragem!

A Champions League é a obsessão do milionário PSG, mas também é a obsessão particular de Neymar. É ali que vê a possibilidade de duelar com os maiores, times e jogadores. Com o Bayern, Juventus, Real Madrid, Barcelona, com Lewandovski, Cristiano Ronaldo, Modric, Messi...

A Champions tem a melhor versão de Neymar. Bem melhor na seleção brasileira, de poucos desafios, poucos adversários e até companheiros à altura. A seleção de Tite não tem um Mbpappé, por exemplo.

Neymar e o PSG deixaram a Champions escapar por pouco na temporada passada e quase colocaram tudo a perder com a péssima largada neste ano. Mas ainda há esperança. Alguém acredita neles? (Por Arnaldo Ribeiro)