PUBLICIDADE
Topo

Posse de Bola

#fechadocomdiniz

Fernando Diniz focado durante vitória do São Paulo sobre o Goiás - Marcello Zambrana/AGIF
Fernando Diniz focado durante vitória do São Paulo sobre o Goiás Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Eduardo Tironi

Eduardo Tironi é jornalista desde 1992, tendo passado por Notícias Populares, LANCE! e ESPN Brasil. Atualmente é participante e editor do podcast Posse De Bola (com Arnaldo Ribeiro) e comentarista na Rádio Band. Tem um canal no YouTube com Arnaldo Ribeiro. Fora do esporte, faz o podcast SonzeraFC sobre música e futebol.

Colunista do UOL

10/11/2020 01h06

O são-paulino recebeu um golpe duríssimo na segunda-feira: Rogério Ceni já é treinador do Flamengo.

Nos últimos anos o torcedor passou a ter raiva do presente, recheado de desilusões e vexames. Ficou vivendo do passado, lembrando os tempos gloriosos. E vivendo do futuro, com a possibilidade de ter Rogério de volta como treinador. O sonho foi arrancado nesta segunda-feira.

Muita gente que passou pelo São Paulo sofreu com esta negação do presente. A vítima mais recente é Fernando Diniz, que desde o dia em que pisou no clube teve de conviver com o fantasma da volta de Ceni. A ameaça ficou maior nos últimos meses com a proximidade do fim da atual gestão. Mas nesta segunda-feira ela desapareceu.

A ida de Ceni para o clube mais poderoso do Brasil do momento abre a possibilidade de o São Paulo viver o presente em vez de tentar viver um futuro que não virá.

Fernando Diniz é o treinador do São Paulo. Será com ele que o clube vai tentar avançar na Copa do Brasil e seguir lutando pelo Campeonato Brasileiro. A hashtag #fechadocomdiniz que pipocou nas redes sociais parece indicar que o torcedor entendeu.

E se o torcedor quiser olhar para o futuro, Diniz poderá estar presente lá também. Basta saber que não haverá Ceni.