Julio Gomes

Julio Gomes

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
ReportagemEsporte

Croácia é mais uma favorita na Euro; saiba quem luta pelas 3 vagas finais

Com a vitória da Croácia sobre a Armênia por um magro 1 a 0, praticamente todas as favoritas confirmaram a classificação direta para a Euro-2024. A única exceção foi a Polônia, que acabou em terceiro lugar em um grupo vencido pela surpreendente Albânia, de Sylvinho.

A Itália passou raspando, mas a atual campeã europeia se classificou ontem com um empate sem gols contra a Ucrânia - com um pênalti claríssimo não marcado para os ucranianos aos 48min do segundo tempo.

Várias campanhas foram surpreendentes ao longo das eliminatórias europeias, mas a da Albânia foi a que mereceu mais destaque. Alguns países que fizeram bonito de forma inesperada, como Luxemburgo, Finlândia e Cazaquistão, irão ter uma última chance de classificação através da repescagem.

Os classificados são a Alemanha, anfitriã, mais estes 20: Espanha, Escócia, França, Holanda, Inglaterra, Itália, Turquia, Croácia, Albânia, República Tcheca, Bélgica, Áustria, Hungria, Sérvia, Dinamarca, Eslovênia, Romênia, Suíça, Eslováquia e Portugal - o único país a acabar com 100% de aproveitamento, 10 vitórias em 10 jogos.

As últimas três vagas serão definidas na repescagem de março do ano que vem. São três "caminhos", com semifinais e final em jogos únicos.

A Polônia terá o benefício de jogar com a fraca Estônia e aí decidir a vaga na Euro contra o vencedor do jogo entre País de Gales e uma destas três seleções: Finlândia, Ucrânia ou Islândia. Um sorteio definirá o rival de Gales.

As outras duas seleções irão para a chave que tem Israel e Bósnia-Herzegovina. Israel enfrentará ou Ucrânia ou Islândia, enquanto a Bósnia receberá ou Finlândia ou Ucrânia. Os dois vencedores se enfrentam pela vaga na Euro.

Por fim, a terceira chave da repescagem terá os confrontos entre a Geórgia, de Kvaratskhelia (astro do Napoli), e Luxemburgo e entre Grécia e Cazaquistão. Os dois vencedores se enfrentarão em 24 de março por vaga no torneio continental. A Grécia, vencedora em 2004, é a única campeã da Europa que corre risco de não estar na edição 2024 do torneio. A Rússia, que já foi campeã como União Soviética, está banida pela Uefa e não participou das eliminatórias.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes