PUBLICIDADE
Topo

Julio Gomes

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Amarelada da Suécia de Ibra e pênalti estranho aliviam a Espanha

Ibrahimovic em ação pela seleção da Suécia, na Euro de 2016 - AFP PHOTO / Pascal PAVANI
Ibrahimovic em ação pela seleção da Suécia, na Euro de 2016 Imagem: AFP PHOTO / Pascal PAVANI
Conteúdo exclusivo para assinantes
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

11/11/2021 19h03

A rodada desta quinta das eliminatórias europeias para a Copa do Mundo deu a Espanha, Portugal e Rússia o direito de empatar na última rodada, no domingo, para garantir vaga direta no Catar-2022. Que portugueses e russos chegassem com tal vantagem já era esperado, mas os espanhóis é que tiveram uma rodada perfeita.

A Espanha poderia acabar o dia sem vaga direta na Copa e tendo que jogar repescagem. Para que essa infeliz combinação ocorresse, teria de tropeçar contra a Grécia, em Atenas, e a Suécia teria de vencer o jogo dela, na Geórgia. Ocorreu exatamente o contrário.

A Suécia deu uma amarelada daquelas e perdeu de forma inesperada por 2 a 0. Depois de quase cinco anos fora da seleção, Slatan Ibrahimovic resolveu voltar para jogar a Euro pela Suécia. Teve minutos em amistosos, em março deste ano, mas uma lesão impediu que ele jogasse o torneio continental. Ibra ainda quer, no entanto, jogar sua última Copa do Mundo. E hoje, com 40 anos de idade nas pernas, foi titular contra a Geórgia.

Foi um dos melhores do time, criou duas chances claras de gols, finalizou três vezes, mas não evitou uma derrota que definitivamente não estava nos planos. A Suécia dominou e finalizou 20 vezes a gol, mas sem eficiência, e foi castigada levando dois na etapa final.

A Espanha aproveitou a oportunidade. No jogo de Atenas, a Grécia chegou a marcar primeiro, mas um impedimento foi corretamente marcado no lance. Um pênalti esquisito, aos 26min, permitiu que Sarabia fizesse o gol da vitória espanhola. Foi um lance confuso na área grega, em que a bola pode ter tocado no braço de alguém antes que o jogador da Espanha fosse derrubado.

Com os resultados, a Espanha ficou com um ponto a mais do que a Suécia. O confronto direto entre elas, domingo, em Sevilha, definirá quem vai para a Copa e quem terá de encarar repescagem. Os espanhóis ganharam o inesperado direito do empate.

Outras duas "finais", domingo, terão caráter similar. Portugal receberá a Sérvia, em Lisboa, e jogará pelo empate para carimbar o passaporte para o Catar. Se perder, no entanto, terá de jogar a repescagem e a Sérvia ficará com a vaga. No jogo desta quinta, contra a Irlanda, Portugal precisava pelo menos do empate para ter esta vantagem no domingo. Foi um jogo equilibrado, com 12 finalizações para cada lado e um gol da Irlanda anulado nos acréscimos.

O jogo ganhou contornos dramáticos pela expulsão de Pepe, na reta final da partida, por segundo amarelo. O zagueiro luso-brasileiro ficará fora da final contra a Sérvia, mas outros que estavam pendurados, como Rúben Dias e Diogo Jota, nem entraram em campo hoje e estarão à disposição em Lisboa. Bernardo Silva também foi poupado e nem viajou para a Irlanda.

Também no domingo, Croácia e Rússia se enfrentarão por vaga direta em Split, no litoral croata. A Rússia jogará pelo empate para ir para a Copa, direito conquistado com a goleada de hoje por 6 a 0 sobre o Chipre. A Croácia também goleou, 7 a 1 sobre Malta.

As duas seleções se enfrentaram nas quartas de final da última Copa do Mundo, em Sochi. Depois de empate por 2 a 2, a Croácia frustrou a torcida local ao passar nos pênaltis. Os russos têm agora a chance de dar o troco.

Quem também goleou foi a Alemanha, que já estava matematicamente garantida na Copa e enfiou 9 a 0 em Liechtenstein. Na disputa pela segunda posição, a Romênia pisou na bola e ficou no 0 a 0 com a Islândia, jogando em Bucareste. A Macedônia do Norte aproveitou a chance e pulou na frente, vencendo por 3 a 0 a Armênia, fora de casa.

A Macedônia, que estreou em uma grande competição jogando a última Eurocopa, depende só de si para ir à repescagem. Basta vencer a Islândia, jogando em casa, no próximo domingo. A Romênia agora precisa vencer em Liechtenstein, o que não deve ser problema, e secar os macedônios para recuperar o segundo lugar do grupo e se manter com chances de voltar a uma Copa.