PUBLICIDADE
Topo

Diego Garcia

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Juiz e promotor negam pedido de Neymar por sigilo em briga com Zélia Duncan

Neymar em ação pelo Brasil contra a Colômbia pelas Eliminatórias da Copa - Ettore Chiereguini/AGIF
Neymar em ação pelo Brasil contra a Colômbia pelas Eliminatórias da Copa Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF
Diego Garcia

Repórter desde 2010, passou por Folha de S. Paulo, ESPN, Terra e Placar. Ganhou dois prêmios Aceesp (2014 e 2016) e foi indicado aos prêmios Comunique-se (2019), República (2017, 2018 e 2021), Folha (2018 e 2019) e Fenacor (2020). Cobriu Copa do Mundo, Olimpíadas, Mundial de Clubes e outros grandes eventos. Contato: garciadiegosilva@gmail.com

Colunista do UOL

17/11/2021 06h00

O juiz José Fernando Steinberg, do Juizado Especial Criminal da Barra Funda, em São Paulo, rejeitou um pedido de sigilo de Justiça feito por Neymar no processo movido contra a cantora Zélia Duncan.

A decisão vem logo após manifestação do promotor Roberto Bacal, do Ministério Público de São Paulo, que discordou do pedido feito pelos advogados do jogador. Ele apontou que a garantia de publicidade dos atos processuais é ditada pela Constituição.

Além do que, de acordo com o promotor, as supostas ofensas de Zélia Duncan contra Neymar são de conhecimento público e ganharam destaque na internet mesmo antes da ação ser aberta pelo atleta.

Assim, o juiz afirmou não ter encontrado os requisitos necessários para decretar o segredo, já que não fere a intimidade das partes. Segundo ele, o assunto já havia sido narrado exaustivamente pela mídia e redes sociais, sem ter motivo para ser censurado.

Neymar alega que a divulgação do processo na mídia gerou maior exposição a ele e também à artista, razão pela qual queria segredo no processo.

O atleta citou, inclusive, entrevista de Zélia ao UOL Splash, onde a artista considerou a ação movida pelo atacante como "desproporcional".

No processo aberto pelo jogador, seus advogados enviaram 11 perguntas referentes a um tweet onde a artista critica o camisa 10 da seleção brasileira. Eles viram lesão à honra do atleta e difamação após a cantora dizer que ele era uma decepção.

"Não sou de futebol, mas Neymar me parece até agora uma promessa como atleta e uma decepção como cidadão. Quer respeito? Dê-se a ele e mostre serviços. Ah, e pague seus impostos!", tuitou a artista, em 10 de setembro.