PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Mercado mexe no ataque da seleção brasileira, que monitora passos de Neymar

Gabriel Jesus caminha na frente de Neymar e Raphinha, abraçados em jogo da seleção - Buda Mendes/Getty Images
Gabriel Jesus caminha na frente de Neymar e Raphinha, abraçados em jogo da seleção Imagem: Buda Mendes/Getty Images
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

03/07/2022 04h00

O mercado da bola na Europa está afetando diretamente a seleção brasileira, como já é de costume. A diferença é que esta janela mexe com o jogador um semestre antes da Copa do Mundo, e não mais já durante a concentração para a competição, como foi em 2018. A novidade gera uma apreensão para saber como será a adaptação dos atletas às vésperas do Qatar-2022.

Os atletas mantêm conversa constante com a comissão técnica da seleção brasileira de olho nesses passos. Durante a concentração no tour asiático no mês passado, esse tema foi tratado diariamente pelos jogadores que poderiam mudar de rumo.

Gabriel Jesus, por exemplo, trocou o Manchester City pelo Arsenal. Em uma negociação de quase R$ 300 milhões, o jogador preferiu ir para um clube onde tem mais chance de jogar com frequência. Em um dos setores mais concorridos para a lista de Tite, a revelação palmeirense tem mais chance de continuar sendo lembrado se estiver em campo.

Richarlison é outro que decidiu trocar de ares. Neste caso, o atacante muda de um clube que lutou para não cair para outro que tem objetivos mais altos na Premier League e até no cenário europeu. Por lá, ele pode ver a concorrência aumentar e até jogar menos, mas estará cercado de melhores jogadores e melhorou também a sua condição financeira.

Raphinha ainda não tem um destino certo, mas a sua permanência no Leeds, outro time que lutou na parte de baixo da tabela, é praticamente impossível. Os principais interessados segundo o noticiário europeu são o Chelsea e o Barcelona. Neste caso, a decisão é parecida com a do Pombo. O jogador admitiu em entrevista que a seleção brasileira pesaria na hora de tomar qualquer decisão.

Outro jogador que também pode mudar de ares é Anthony. Em recuperação de uma lesão no Ajax, ele já despertou interesse de outras equipes maiores da Europa, entre elas o Manchester United. Não há, no entanto, uma definição do futuro do jogador que também está no radar de Tite.

Por fim, a seleção aguarda o passo de sua maior estrela. Neymar tem seu nome no noticiário diariamente depois de supostamente não fazer mais parte dos planos do PSG. O estafe do jogador diz que não foi informado sobre isso e é essa a mesma informação que está nas mãos da comissão técnica. Ainda assim, a novela é acompanhada de perto por todos da CBF.

Em contrapartida, outros nomes como Vini Jr, Rodrygo e Matheus Cunha continuarão normalmente na mesma equipe. A grande novidade entre eles é que Cunha pode ter mais espaço no Atlético de Madri após as mudanças do mercado, o que é positivo pensando em termos de preparação para a Copa.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter, no Instagram e no TikTok