PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Representantes de 19 clubes pedem à CBF para não adiar jogos do Brasileirão

Atletas não querem que bola pare de rolar no Brasileirão durante a Data-Fifa - Divulgação CBF
Atletas não querem que bola pare de rolar no Brasileirão durante a Data-Fifa Imagem: Divulgação CBF
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

01/10/2021 14h05

Dezenove capitães/representantes de times da Série A assinaram um documento contra o adiamento de rodadas do Brasileirão. Em documento obtido pelo blog, eles afirmam que a medida pode esgotar ainda mais os atletas e prejudicar o descanso após já terem perdido as férias entre as temporadas 2020 e a atual por conta da pandemia.

A medida foi inicialmente noticiada pelo ge.com e confirmada pelo UOL. Por meio do abaixo-assinado, o grupo alega que "os atletas de todo país concordaram com o calendário espremido na temporada de 2021, muitas vezes atuando dia sim, dia não (...), já contando com o período de férias de 30 dias ininterruptos, após o dia 06/12/2021, data posterior a última rodada".

Dos 20 clubes da Série A, apenas o Flamengo não teve um representante no ofício assinado. A CBF ainda não se manifestou sobre o assunto, mas divulgou que a rodada seria adiada na última convocação de Tite para as Eliminatórias. Nem todos os clubes são a favor da atitude dos atletas, não há um consenso sobre o tema. O Internacional, por exemplo, já disse ser a favor do adiamento por conta dos desfalque que terá nas rodadas 24, 25 e 26.

O Atlético-MG, por sua vez, já deixou claro que é contra o adiamento, mesmo que perca atletas convocados durante a Data-Fifa. O clube quer aproveitar o momento de liderança no Brasileirão.

O documento ainda afirma que há atletas que já programaram viagens, compromissos particulares e até casamento durante esse período e que o adiamento poderia prejudicar esse período de férias que serve não só para o lazer, mas também para recuperação física e mental dos atletas. Eles ainda afirmam que a mudança do calendário pode afetar jogadores que assinam acordos para a disputa apenas dos Estaduais.

Por fim, o grupo pontua que a temporada de 2022 terá a Copa do Mundo no fim do ano e que o adiamento de rodadas agora poderia espremer ainda mais o calendário do ano que vem.

A atitude se iniciou em um grupo de WhatsApp dos atletas e foi organizada pelo advogado Filipe Rino, sem a participação de nenhum sindicato.

Confira a lista dos signatários:

América Futebol Clube: Patric Cabral Lalau
Associação Chapecoense de Futebol: Anderson Leite Moraes
Atlético Clube Goianiense: José Roberto Assunção de Araújo Filho
Ceará Sporting Club: Luiz Otávio Anacleto Leandro
Club Athletico Paranaense: Márcio Almeida de Oliveira
Clube Atlético Mineiro: Réver Humberto Alves Araújo
Cuiabá Esporte Clube: Anderson Conceição Benedito
Esporte Clube Bahia: Severino de Ramos Clementino da Silva
Esporte Clube Juventude: William Matheus da Silva
Fluminense Football Club: Frederico Chaves Guedes
Fortaleza Esporte Clube: Felipe Alves Raymundo
Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense: Pedro Tonon Geromel
Red Bull Bragantino: Júlio César de Souza Santos
Santos Futebol Clube: Marcos Rogério Ricci Lopes
São Paulo Futebol Clube: Tiago Luis Volpi
Sociedade Esportiva Palmeiras: Felipe Melo de Carvalho
Sport Club Corinthians Paulista: Fábio Santos Romeu
Sport Club Internacional: Patrick Bezerra do Nascimento
Sport Club do Recife: Marcos Antonio Almeida Silva

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter e no Instagram