PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Queda de rendimento da defesa preocupa Palmeiras e faz Abel analisar trocas

Abel Ferreira e Renan conversam durante treino do Palmeiras - Cesar Greco/Palmeiras
Abel Ferreira e Renan conversam durante treino do Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Palmeiras
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

14/09/2021 12h15

Depois da derrota para o Flamengo, o Palmeiras voltou a ter um clima de apreensão tanto internamente, com seus diretores e membros da comissão, quanto externamente, com a torcida. O que mais chama a atenção dos que trabalham no dia a dia do clube foi a queda de rendimento da defesa, até então base de um time extremamente competitivo.

A última vez que o Alviverde conseguiu não ser vazado no Brasileirão foi em junho, no 0 a 0 com o São Paulo. O detalhe é que nesse jogo o juiz ainda anulou um tento do rival que é lembrado até hoje por parte da torcida são-paulina como erro de arbitragem. De lá para cá, foram 11 gols sofridos em cinco jogos.

Foram três sofridos contra Flamengo e Fortaleza, dois contra Cuiabá e Atlético-MG e um contra o Athletico, a única vitória dessa sequência.

O estilo de jogo preferido de Abel Ferreira para o elenco que tem em mãos é de um jogo com uma marcação forte, roubadas de bola em todo o campo e uma transição rápida para o ataque. Quando sai atrás no placar, o time tem dificuldades de criar por conta da retração do adversário e, normalmente, não consegue a virada.

Por conta dessa queda, a semana será de testes para o técnico até o jogo contra a Chapecoense, no fim de semana. O objetivo, claro, é ganhar da equipe catarinense, mas o principal é ver evolução do time já de olho no confronto pela semifinal da Libertadores contra o Atlético-MG, no dia 21 de setembro.

Nos treinos, ele testará mudanças como Gabriel Menino escalado pela direita, Renan e Kusevic fazendo dupla com Gustavo Gómez e até mesmo uma eventual volta de Felipe Melo ao setor. É bastante improvável que Jorge tenha a sua estreia promovida logo no mata-mata. As mudanças, no entanto, não são uma certeza. Abel tem receio de "colocar Luan na fogueira", como já aconteceu em outros momentos da temporada.

Mais à frente, Danilo ainda tem uma excelente avaliação no setor de marcação, mas Zé Rafael está sendo observado de perto. Não se descarta a ideia de atuar com dois volantes mais marcadores e apenas um meia mais solto.

Pensando no Atlético-MG, o principal objetivo do treinador vai ser armar uma equipe que segure a criação do adversário com Nacho Fernández e, claro, não dê liberdade para Hulk, com um segundo homem na marcação do atacante sempre em que ele estiver no terço final de campo.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter e no Instagram