PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

São Paulo desperdiça chance de matar jogo no 1º tempo e se complica à toa

Copetti comemora gol do Racing amrcado contra o São Paulo - Pool/Getty Images
Copetti comemora gol do Racing amrcado contra o São Paulo Imagem: Pool/Getty Images
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

13/07/2021 23h21

O São Paulo poderia ter praticamente liquidado a fatura diante do Racing hoje (13) nas oitavas de final da Libertadores aos 37 do 1º tempo. Foi nesse minuto que Vitor Bueno perdeu gol incrível depois de já ter feito o 1 a 0 e, dali em diante, tudo pareceu dar errado para a equipe do Morumbi. Nestor foi outro que perdeu chance clara. O gol de empate de Copetti no último lance do primeiro tempo teve requintes de crueldade.

Agora, a equipe de Hernán Crespo vai para a Argentina com totais condições de avançar, mas pressionada de uma maneira desnecessária se olhar o desempenho no primeiro tempo, quando o time brasileiro superou o desfalque de Eder no primeiro terço da partida e conseguiu sair à frente.

Com mudanças do comandante argentino por causa da lista de desfalques, o time não foi brilhante, mas teve apresentação segura por praticamente todo o primeiro tempo. Já na segunda etapa, o empate sofrido parece ter balançado a confiança e até passes simples davam errado.

Arias, o goleiro do Racing, "pediu" durante todo o jogo para entregar um gol. Ele mostrou insegurança o tempo inteiro quando a bola vinha nos seus pés, entregou o primeiro e se recuperou depois com defesas importantes no segundo tempo, entre elas um bom chute de fora da área de Benítez, que conseguiu melhorar muito a articulação da equipe, mas não tem condições físicas de atuar por 90 minutos.

O Racing também pode voltar para casa lamentando. Mena desperdiçou uma chance clara de confirmar a lei do ex e levar para a Argentina uma vitória que seria fenomenal para a sua equipe. Volpi também fez defesa importante em chute de fora da área de Martinez.

O São Paulo tem plenas condições de avançar às quartas de final, até porque o rival mostrou hoje não ter técnica insuperável, mas é importante o torcedor saber que há um fator que pode complicar as coisas em uma partida na Argentina em que o 0 a 0 não serve: a juventude da equipe que terminou com Diego Costa, Léo, Igor Vinícius, Luan, Gabriel Sara, Wellington, Talles e Marquinhos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL