PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Bala na Cesta


Em noite de homenagens a Kobe, Team LeBron vence All-Star Game da NBA

Kawhi Leonard - Stacy Revere/Getty Images/AFP
Kawhi Leonard Imagem: Stacy Revere/Getty Images/AFP
Fábio Balassiano

Por aqui você verá a análise crítica sobre tudo o que acontece no basquete mundial (NBB, NBA, seleções, Euroliga e feminino), entrevistas, vídeos, bate-papo e muito mais.

17/02/2020 01h39

Foi emocionante como se esperava. Muitas homenagens a Kobe Bryant na noite final do All-Star Game da NBA em Chicago. E com direito a muita, muita emoção e disputa dentro de quadra em um jogo de tirar o fôlego do começo ao fim com direito a defesa, polêmica com arbitragem, disputa e rivalidade nos segundos finais - parecia até um jogo de verdade. Com um lance-livre salvador, Anthony Davis cravou a vitória para o Time LeBron diante do Time Giannis por 157-155 em uma noite bem especial. Com 30 pontos e 8 bolas de três pontos, Kawhi Leonard foi o MVP da partida e o primeiro jogador da história a receber o troféu de melhor do All-Star já com o novo nome de Troféu Kobe Bryant.

"Fico honrado em receber esse troféu com o nome de Kobe Bryant. Lembro de todas as conversas, os treinamentos, os ensinamentos que tive de Kobe Bryant e é maravilhoso poder honrá-lo em quadra como fizemos nesta noite. Ele merece todas as honrarias e a partida disputada foi uma forma de reverenciá-lo", disse Kawhi ainda na quadra à TNT americana.

Antes da bola subir, duas homenagens bem emocionantes. Magic Johnson entrou na quadra e falou sobre David Stern, comissário da NBA que faleceu no primeiro dia de 2020, e também sobre Kobe Bryant. Magic pediu 8,2 segundos de silêncio (o primeiro número de Kobe na liga e também o 2 que Gianna, sua filha, vestia no colegial) e depois passou o microfone para Jennifer Hudson, que cantou maravilhosamente bem com imagens do craque do Los Angeles Lakers no telão.

O jogo começou com ritmo alucinante e, obviamente, nenhuma defesa. Kawhi Leonard, do Time LeBron, matou quatro bolas de três seguidas. James contribuiu com duas enterradas monumentais logo no começo. Claramente motivados, os dois times correram bem mais do que a maioria dos All-Star Games. No final dos 12 primeiros minutos, 53-41 para o Time LeBron.

No segundo período, o Time Giannis veio realmente pro jogo, marcando melhor e acelerando no contra-ataque. Venceu o quarto por 51-30 com um arremesso do meio da quadra de Trae Young no estouro do cronômetro e foi pro intervalo em vantagem de 92-83. Naquela altura, Giannis Antetokounmpo já tinha 20 pontos. Kawhi Leonard, 25.

Na volta do intervalo, o melhor da noite (até aquele momento). Partida muito equilibrada, defesas até certo ponto ativas, placar igual em 41 e vantagem mantida (133-124) a favor do Time Giannis.

Com isso, os dois times foram para o último período com o novo regulamento do All-Star Game debaixo do braço. Giannis e sua trupe precisariam fazer 24 pontos para ganhar o jogo. LeBron e seus companheiros, 33 antes de Giannis chegar aos 24. Sem cronômetro, nada. E assim fomos para a decisão do vencedor, ou seja, quem chegasse a 157 primeiro seria o vencedor do duelo.

Na decisão, James Harden ditou o ritmo para o time de LeBron James, e com muita emoção Anthony Davis selou a vitória com um lance-livre. Placar final: 157-155 para LeBron e companhia contra Time Giannis (33-22 no quarto - último período) com discussão entre atletas, desafios dos técnicos à arbitragem, intensidade, defesa e tudo mais.

Kobe Bryant, competitivo até a última gota, ficaria muito feliz.

Bala na Cesta