PUBLICIDADE
Topo

Basquete


NBA impõe corte de 20% em salários de seus grandes executivos

Um dos afetados pelo corte de salários na NBA seria o comissário Adam Silver - STREETER LECKA / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Um dos afetados pelo corte de salários na NBA seria o comissário Adam Silver Imagem: STREETER LECKA / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

Do UOL, em São Paulo

26/03/2020 18h20

A NBA impôs um corte de 20% nos salários de cerca de 100 executivos da empresa ao redor do mundo, segundo a ESPN. A medida já estaria valendo e deve continuar até o fim da crise decorrente da pandemia do novo coronavírus.

Os afetados estão dentre os executivos e oficiais mais bem pagos da empresa e incluem funcionários da sede da NBA em Nova York. Dois deles seriam o comissário Adam Silver e o vice-comissário Mark Tatum. Não há cortes em outros setores da empresa, ainda de acordo com a ESPN.

"Estão em um período sem precedentes e, assim como outras empresas de todas as indústrias, nós precisamos de medidas a curto prazo para lidar com o forte impacto econômico no nosso negócio e em nossa organização", afirmou o representante da NBA, Mike Bass, que não quis confirmar os possíveis cortes de salário.

Disposto a cortar 20% dos salários de funcionários que ganhassem acima de 50 mil dólares (cerca de R$ 250 mil), o Philadelphia 76ers teve de voltar atrás na decisão por conta de uma reação negativa interna e externamente.

A NBA está paralisada desde 11 de março, sem data para retorno.

Basquete