PUBLICIDADE
Topo

Partidos da terceira via adiam decisão sobre candidato para semana que vem

18-05-2022 -Presidentes do MDB, Baleia Rossi, do PSDB, Bruno Araújo, e do Cidadania, Roberto Freire - Reprodução de TV
18-05-2022 -Presidentes do MDB, Baleia Rossi, do PSDB, Bruno Araújo, e do Cidadania, Roberto Freire Imagem: Reprodução de TV

Rafael Neves

Do UOL, em Brasília

18/05/2022 19h56

Em busca de um candidato único para representar a chamada terceira via na campanha presidencial, o PSDB, o MDB e o Cidadania anunciaram que pretendem reunir suas comissões executivas na próxima terça-feira, dia 24, para apresentarem um consenso sobre o nome escolhido. Na disputa estão o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) e a senadora Simone Tebet (MDB-MS).

Os presidentes das três legendas, que se reuniram hoje em Brasília, afirmam que já chegaram a esse nome consensual, mas eles ainda precisam ser discutidos internamente nas siglas. Segundo explicaram os dirigentes, o consenso entre os dirigentes foi alcançado após a revelação de uma pesquisa encomendada pelas siglas para sondar as chances de um nome de terceira via.

"Nós assistimos a uma apresentação, cada partido formou seu juízo de valor, e é uma decisão coletiva de cada partido convocar suas executivas para, terça-feira à tarde, ouvir a recomendação de cada um dos partidos", explicou Bruno Araújo, presidente do PSDB, após a reunião.

Vencedor das prévias internas do PSDB, em novembro do ano passado, Doria perdeu o apoio de quase toda a cúpula do partido. Os tucanos querem fazer, antes da próxima terça, uma reunião para que Doria ouça dos colegas de partido as "dificuldades" de levar a candidatura adiante.

O nome dele, no entanto, não é tratado como já descartado pelos presidentes das siglas. "Terça-feira fica pública uma posição apresentada aos três partidos, e aguardando se os três partidos confirmam essa posição. Aí a partir daí inicia-se um processo entre os dois candidatos postos, onde nós possamos passar à fase seguinte, para construir de forma sólida essa aliança", diz Araújo.

Pesquisa

Segundo o colunista Tales Faria, a pesquisa encomendada pelos partidos, feita pelo Instituto Guimarães, apontou que Doria praticamente não tem mais espaço para crescer nas pesquisas eleitorais, enquanto Tebet teria uma margem maior. A rejeição do tucano, segundo o levantamento, é mais que o dobro da taxa da emedebista.

Perguntados sobre as pesquisas, os presidentes dos partidos de centro não comentaram números, mas destacaram que o estudo apontou uma grande insatisfação do eleitorado com a polarização política.

"A pesquisa nos trouxe alguns números que são muito positivos na construção da unidade de uma melhor via. Primeiro, o que já foi falado aqui: que a sensação da população é que essa polarização prejudica os brasileiros. Esse é um dado extremamente relevante para a construção de uma alternativa mais equilibrada, mais moderada", afirma o presidente do MDB, Baleia Rossi.

Segundo Roberto Freire, presidente do Cidadania, a pesquisa mostrou que "mais de 50% do povo brasileiro não está nada satisfeito com essa polarização", o que seria um campo para o crescimento da terceira via.