PUBLICIDADE
Topo

Rivais ao Senado, Janaina Paschoal diz que Datena votou em Lula a vida toda

Janaina Paschoal, deputada estadual em São Paulo - Fernando Moraes/UOL
Janaina Paschoal, deputada estadual em São Paulo Imagem: Fernando Moraes/UOL

Do UOL, em São Paulo

15/05/2022 18h30

Pré-candidatos rivais ao Senado, Janaina Paschoal (PRTB) disse hoje que o apresentador José Luiz Datena (PSC) votou no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) "a vida toda". Para ela, o povo paulista deve pensar na "resistência", em caso de vitória do petista nas eleições de outubro. Janaina e Datena devem disputar a única vaga de São Paulo ao Senado.

Com todo respeito a todos os pré-candidatos ao Senado, digo que Bolsonaro e Tarcísio estão procurando seu par, contando com uma vitória certa de Bolsonaro. Mas, sinto dizer, o povo paulista deve pensar também em preparar a resistência, em caso de vitória de Lula! Janaina Paschoal, em seu perfil no Twitter

"Skaf fez par com Lula e com Dilma; e Datena votou em Lula a vida toda! Não estou falando mal de ninguém, só estou lembrando fatos. Diante das pesquisas e dos muitos depoimentos que ouço, decido não me omitir!", completou.

Na sexta-feira (13), o presidente Jair Bolsonaro (PL) anunciou Datena como candidato ao Senado Federal na chapa do ex-ministro e candidato ao governo de São Paulo Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos), que é apoiado pelo atual mandatário. A declaração do presidente foi concedida à CNN Brasil.

No mês de abril, o comunicador foi vaiado por bolsonaristas em um evento promovido justamente por aliados do chefe do Executivo. Datena acompanhou Gomes de Freitas, em Rio Preto, no interior do estado, mas ao ser anunciado o apresentador foi hostilizado pelo público presente e chamado de "comunista". (Assista ao vídeo abaixo)

Em entrevista ao UOL, em 2017, Datena disse ter sido demitido depois de subir ao palanque para apresentar o comício de Lula, em 1989. Na época, ele trabalhava na EPTV, retransmissora da Globo no interior paulista, e era filiado do PT (mesmo afirmando nunca ter ido a uma reunião do partido).

Sobre Lula, o jornalista garantiu não ter se arrependido de ter votado no petista, mas se disse enganado. "Me enganei. [Hoje, em 2017] eu não subiria ao palanque dele nem por um caralho".

'Bolsonaro tem medo de mim'

Em fevereiro, Janaina Paschoal já revelava ter ciência sobre o fato de Bolsonaro não apoiar a sua candidatura.

Segundo a parlamentar, isso ocorreria por medo dela e que considerava natural o chefe do Executivo ir em busca de alternativas, como o nome de Datena, que já aparecia no radar naquela ocasião.

Bolsonaro tem medo de mim. Acho natural ele buscar uma alternativa (...) Preciso dar uma opção para São Paulo. Deus decide por meio do povo. Janaina Paschoal em entrevista à Veja

Questionado pela publicação sobre o motivo pelo qual o presidente teria medo dela, Janaína respondeu, na época.

"Ele não lida bem com independência. Ele sabe que, no Senado, não serei pau mandado de ninguém, como não sou agora, mas com mais poder. Ele está acostumado com apoiadores por adesão", afirmou.