PUBLICIDADE
Topo

Conversa de Portão #16: E aí, quantos livros você (não) leu em 2020?

De Ecoa, em São Paulo

05/01/2021 04h00

Mesmo passando mais tempo em casa este ano, não foi fácil encontrar tranquilidade, tempo e concentração para a leitura. A pandemia, porém, não é o único fator que tem prejudicado o hábito de leitura de muitos brasileiros. Como mostra a edição mais recente da pesquisa Retratos da Leitura, divulgada pelo Instituto Pró-Livro em 2020, o Brasil perdeu 4,6 milhões de leitores entre 2015 e 2019.

Neste 15° episódio do Conversa de Portão, Lívia Lima conversa com Alessandra Leite e Michele Andrade, da Biblioteca Comunitária Djeane Firmino, localizada na região do Campo Limpo, na zona sul de São Paulo, sobre os hábitos de leitura das mulheres da periferia.

Alessandra Leite levanta dois aspectos fundamentais que dificultam a formação de leitores nas periferias: o acesso ao livro e a educação, tanto no sentido do letramento quanto de não haver diversidade no currículo escolar.

"Temos uma educação que nos mostra que a leitura é algo que não nos pertence, em que os autores trabalhados são na maioria homens branco. A gente não se vê representado, não se vê nesse lugar da leitura", diz Alessandra Leite (a partir de 3:08 do arquivo acima). Segundo ela, isso resulta em uma relação simbólica de distanciamento de muitas pessoas periferias com com a leitura.

"Também é muito difícil pra nós enquanto mulheres periféricas por conta do tempo, principalmente para as que são mães, que geralmente tem que cuidar da casa, das crianças, trabalhar, ainda mais nesse período de pandemia, que as crianças não estão indo pras creches e escolas", coloca Michele Andrade (a partir de 4:00 do arquivo acima). Além da falta de tempo, ela relata sentir dificuldade para ler em função do espaço, já que nas casas pequenas e com muitas pessoas não há um espaço reservado e silencioso para o estudo ou a leitura.

Para ler mais, as entrevistadas recomendam ser persistente mas sem se cobrar, tentando encaixar a leitura na rotina da maneira que for possível — no caso das mães, ler junto com os filhos pode s. Também dão dicas de autores e livros (a partir de 24:54 do arquivo acima).

O Conversa de Portão é um podcast produzido pelo Nós, Mulheres da Periferia em parceria com UOL Plural. Novos episódios são publicados toda terça-feira. Este episódio teve produção de Carol Moreno, direção musical de Sabrina Teixeira Novaes, trilha sonora e edição de som por Sabrina e Camila Borges.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição. Você pode ouvir Conversa de Portão, por exemplo, no Youtube, no Spotify, no Google Podcasts e no Deezer.