PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Opinião


Opinião

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Propósito como desafio do mundo corporativo

Ikigai - Lívia Schoupal Gil Berrocal
Ikigai Imagem: Lívia Schoupal Gil Berrocal
Lívia Schoupal Gil Berrocal

Lívia Schoupal Gil Berrocal

Lívia Schoupal Gil Berrocal é movida por propósito, Comunicadora Social e especialista em Sustentabilidade e Investimento Social Privado. Gerente de Propósito na Reckitt Hygiene Comercial, atua na estratégia e implementação de programas sociais e ambientais ligados aos propósitos de marcas como Veja, SBP, Vanish e Bom Ar.

18/04/2021 06h00

Propósito: substantivo masculino que significa, de acordo com o dicionário, atuar de forma intencional em alguma coisa, plano, projeto ou vontade. Basta uma busca rápida no Google para aparecerem milhares de outras definições.

Mas será que o dicionário e o Google são realmente capazes de definir o que é propósito para cada um de nós? Recentemente conheci a filosofia japonesa Ikigai, que apresenta um caminho possível para que, individualmente, você possa construir o seu próprio conceito de propósito por meio da reflexão sobre o que você ama, o que você faz bem, o que o mundo precisa e o que te pagariam para fazer.

Encontrar a conexão entre o meu trabalho e as minhas crenças pessoais foi transformador. A palavra "propósito" passou a fazer parte do meu vocabulário diário, recentemente, quando me tornei uma profissional que trabalha com e para o propósito de uma grande empresa de produtos de higiene, saúde e nutrição. A empresa, assim como eu, também é guiada por um propósito: proteger, curar e nutrir na busca incansável por um mundo mais limpo e saudável.

Desde então recebo muitas perguntas curiosas sobre o que faz uma gerente de propósito. No mundo corporativo, o propósito é a razão pela qual a marca existe. Ser uma gerente de propósito é oportunizar que a razão de existir de uma empresa esteja conectada a um problema social ou ambiental da atualidade, criando valor compartilhado entre o negócio e a sociedade.

O profissional desta área atua no desenvolvimento da estratégia e na implementação dos programas sociais e ambientais ligados aos propósitos de grandes marcas, garantindo que estes programas gerem impacto positivo na sociedade, no planeta, e estejam conectados de forma estratégica aos negócios. O propósito inspira pessoas e empresas, promove engajamento, reputação e transformação social, gera consciência e conexão emocional.

E o consumidor, que está cada dia mais atento ao que as empresas fazem ou "dizem que fazem", tem o poder da escolha em suas mãos. Recentemente a USP, em parceria com o Instituto Capitalismo Consciente, publicou uma pesquisa afirmando que as empresas que conseguem conectar seu negócio a questões socioambientais têm mais engajamento dos colaboradores e fidelidade dos clientes.

A agência de relações públicas Porter Novelli divulgou, em 2020, que marcas com propósito claro e definido têm resultado financeiro até 17% maiores em relação àquelas que não possuem um direcionador estratégico voltado à sociedade: dados que reforçam uma publicação de 2019 da consultoria Trendwatching, que apontava que o consumo com propósito seria a principal tendência para 2020.

Outro ponto importante para refletir é o quanto a pandemia escancarou nossos problemas e provocou reflexões, como mostra o estudo "EY Future Consumer Index de 2020". O consumidor de hoje está disposto a mudar seu comportamento na direção de produtos, serviços e marcas que mostrem ter impacto positivo sobre o meio ambiente e a sociedade. A pressão popular influencia cada vez o mundo corporativo na atuação em causas que sejam realmente relevantes para o território em que atuam.

Por isso, é cada vez mais importante que a gente reflita escolhas e estilo de vida mais conscientes. O poder de transformar a sociedade pode estar na construção de um propósito coletivo. E aí, já parou para pensar qual é o seu?

Opinião