PUBLICIDADE
Topo

Fiat 500 retorna ao Brasil por R$ 239.990 como um carro elétrico

José Antonio Leme

do UOL, em São Paulo (SP)

03/08/2021 15h55

A Fiat trouxe de volta ao Brasil um dos carros mais emblemáticos da marca, o 500. A grande diferença é que agora o carro compacto é oferecido exclusivamente como um elétrico. Não só no Brasil, mas em todo o mundo.

Oferecido por R$ 239.990 em versão única Icon, o 500e será oferecido apenas em algumas praças, como ocorre com outros elétricos de outras montadoras vendidos no Brasil. Ele chega em pré-venda até setembro.

Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Campinas (SP), São Paulo (SP) com duas lojas, Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) e Recife (PE) terão concessionárias homologadas para comercializar o 500e inicialmente.

Essa é considerada a terceira geração do compacto e foi desenvolvida sobre uma plataforma exclusiva para carros elétricos do grupo Stellantis.

Apesar disso ele manteve o mesmo aspecto já conhecido das demais gerações e que emula o visual da primeira que fez tanto sucesso no pós-guerra como um carro compacto e prático.

O 500e tem autonomia declarada de 320 km com uma carga completa da bateria. Com capacidade de 42 kWh e sistema de íons de lítio ela fica alojada no assoalho e, segundo a Fiat, não mexeu no já compacto porta-malas de 185 litros.

O motor elétrico rende 87 kW, que é o equivalente a 118 cv e torque de 22,4 mkgf. O câmbio é automático de uma marcha e ré. Com esse conjunto, o 500e acelera de 0 a 100 km/h em 9 segundos.

Para realizar a recarga, o 500e virá acompanhado de um cabo de seis metros de comprimento para carregamento em casa com entrada de três pinos, o padrão brasileiro, que fica alojado no porta-malas. Nesse caso a estimativa é de 24 horas para a carga.

Além disso, é possível realizar a recarga com um Wallbox, de recarga rápida. A Fiat desenvolveu uma parceria com a brasileira WEG, que desenvolveu um carregador que faz a carga completa em até 4 horas.

O 500e aceita ainda recarga ultrarrápida em corrente contínua de 85 kW. De acordo com a marca, em apenas 5 minutos em um ponto de recarga assim é possível conseguir 50 km de autonomia. Com 35 minutos ele atinge 85% da autonomia.

São três modos de condução disponíveis para o 500e: normal, range e sherpa, todos focados em economia e autonomia. O Range melhora a regeneração de energia das frenagens e desacelerações.

Enquanto o Sherpa limita a velocidade máxima a 80 km/h, além de desativar sistemas como ar-condicionado, sistemas de aquecimento dos vidros e retrovisores. Nesse modo, a Fiat diz que é possível aumentar a autonomia para até 460 km.

Equipamentos

O 500e traz de série controle de velocidade adaptativo, leitor de faixa de rodagem com correção no volante, frenagem autônoma com detecção de pedestres, leitor de placas, detector de fadiga, alerta de ponto cego e assistente de estacionamento.

Ele traz ainda seis airbags, câmera de ré, farol alto automático, sensores de luz, chuva e pressão nos pneus. A central multimídia tem tela de 10,25 polegadas e vem com integração, além de Android Auto e Apple CarPlay sem fio, também com a Alexa, da Amazon.

Agora, além da picape Toro e em breve do Pulse, o terceiro carro da Fiat com o sistema Connect Me no Brasil é o 500e. Por meio de app e da central multimídia é possível ter atualização em tempo real pelo navegador GPS, chamada de emergência, rastreio do carro, alertas de condução e também de tentativa de furto.

Outra funcionalidade que ele também oferece é o 4G integrado que permite conectar até oito dispositivos ao mesmo tempo no Wi-Fi carro é feito em parceria com a operadora Tim no caso da Fiat.

Fiat 500e 2 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.