PUBLICIDADE
Topo

Ferrari xodó fez Rubinho 'trair' Porsche e nunca pôde ser trazida ao Brasil

Rubinho Barrichello mostra Ferrari avaliada em meio milhão: "Minha paixão" - Instagram
Rubinho Barrichello mostra Ferrari avaliada em meio milhão: 'Minha paixão' Imagem: Instagram

Do UOL

Em São Paulo (SP)

16/04/2021 04h00

O ex-piloto de Fórmula 1 Rubens Barrichello compartilhou recentemente no Instagram uma joia de sua garagem pessoal. A Ferrari 575M Maranello 2002 é um dos seletos modelos que o atual piloto da Stock Car conseguiu em sua vida de esportista.

Na publicação, ele comentou: "vendi a Porschanga, mas esta 575 é minha paixão". Em outras oportunidades, Barrichello revelou que os carros da Porsche sempre foram seus grandes amores, mas pelo jeito optou por "trair" a antiga paixão e vender seu exemplar em prol desta Ferrari exclusiva.

Fabricada entre 2002 e 2006, a Ferrari 575M Maranello é atualmente avaliada em meio milhão de reais. Barrichello adquiriu o modelo quando era piloto da Ferrari na Fórmula 1, entre 2000 e 2005. A unidade é uma entre as 2.056 produzidas ao todo.

Mas a Ferrari de Barrichello questão é especial: feita especialmente para o piloto, ganhou sua assinatura gravada no interior e deu origem à cor "preto Barrichello", tom exclusivo desenvolvido pela marca italiana junto ao brasileiro.

O interior ainda conta com inscrições abaixo do volante em alusão ao tricampeonato de construtores vencido pela Ferrari na Fórmula 1 (2000, 2001 e 2002). Ao lado de Michael Schumacher, Barrichello ainda conquistaria mais dois títulos, 2003 e 2004.

Em um vídeo do canal Acelerados, Barrichello contou que já tentou, mas nunca conseguiu trazer o carro para o Brasil. Isso porque a legislação não permite a importação de modelos que não sejam zero km. No momento o carro está em Orlando (EUA), onde o piloto também mantém residência.

A Ferrari 575M Maranello, que teve seu design feito pelo estúdio Pininfarina, possui motor V12 dianteiro e tração traseira. A unidade naturalmente aspirada de 5.7 litros gera uma potência de 515 cv a 7.250 rpm e torque de 59,9 kgfm a 5.250 rpm no câmbio semiautomático de seis marchas (246 unidades foram feitas com câmbio manual).

Assim, o modelo é capaz de ir de 0 a 100 km/h em 4,2 segundos e chega a uma velocidade máxima de 325 km/h.

Com toda a ação, o sistema de freios também precisa estar à altura. E, na verdade, ele é um velho conhecido de Barrichello. Baseado na tecnologia utilizada nos carros de Fórmula 1 da época, o sistema da Brembo usa discos de carbono medindo 15,7 polegadas com pinças de seis pistões na frente e discos de 14,2 polegadas com pinças de quatro pistões atrás.