PUBLICIDADE
Topo

Renault e Toyota anunciam suspensão da produção por causa da pandemia

Kwid saindo da linha de produção no Paraná - Divulgação
Kwid saindo da linha de produção no Paraná Imagem: Divulgação

Redação

do UOL, em São Paulo (SP)

25/03/2021 17h34

A Renault do Brasil e a Toyota anunciaram hoje, 25, a suspensão da produção de veículos em suas fábricas por causa da pandemia de covid-19 que já está no pico no Brasil e já superou 300 mil mortos desde o início da contaminação.

Na fábrica da Renault, em São José dos Pinhais (PR), a parada irá ocorrer a partir de 29 de março, próxima segunda-feira, com retorno as operações em 5 de abril. Já a Toyota para na mesma data e retorno é diferente. São Bernardo do Campo, Porto Feliz e Sorocaba, têm retorno previsto para o dia 5 de abril, enquanto Indaiatuba (SP) retornará no dia 6.

Em comunicado a Renault diz que "tem como objetivo contribuir para o isolamento social neste momento em que diferentes cidades adotaram medidas mais restritivas". Segundo a Renault, a decisão foi tomada em comum acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba.

As paradas foram programadas para casar com o feriado do 2 de abril, da Sexta-feira Santa, e o final do semana da páscoa, aumentando assim o tempo de parada da linha de produção. Além disso, no caso da Toyota, foram antecipadas também paradas programadas que as fábricas teriam em outras datas.

Os dias de trabalho suspensos serão compensados posteriormente, de acordo com as empresas. Só irá funcionar nas fábricas serviços essenciais, como segurança, zeladoria e a parte de manutenção. As áreas administrativas das duas empresas já estavam em regime de teletrabalho (home office) e continuarão assim. Durante essa parada, as atividades das equipes em trabalho remoto da Toyota também estarão suspensas.

Outras empresas já pararam

Além das montadoras francesa e japonesa, outras cinco marcas já pararam suas produções no País. A Volkswagen foi a primeira anunciar, ainda na semana passada, que faria a parada visando o aumento dos casos. Tal qual a Toyota, ela tem quatro fábricas no País: São Bernardo do Campo, São Carlos e Taubaté no Estado de São Paulo e São José dos Pinhais (PR).

Na sequência vieram três marcas de veículos comerciais (caminhões, ônibus e vans), Scania, Volvo e Mercedes-Benz. Na última quarta-feira, 24, a Nissan também anunciou a parada da planta de Resende (RJ); por lá a paralisação é entre 26 de março e 9 de abril, mas o retorno ao trabalho será apenas no dia 12.