PUBLICIDADE
Topo

Ford Mustang Mach E usará conectividade e até clima para prever autonomia

Ford Mustang Mach-E - Divulgação
Ford Mustang Mach-E Imagem: Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

19/06/2020 12h44

A Ford confirmou que usará a nuvem para fazer uma estimativa em tempo real de qual será o alcance da bateria do novo Mustang Mach E baseado em fatores como guiada e clima.

O sistema consiste em combinar o comportamento do motorista (se está com pressa ou não), previsão do tempo (já que as temperaturas afetam a vida útil da bateria) e condições de estrada e terreno onde o carro irá trafegar. Ele ainda usará as médias da frota de carros para melhorar as estimativas de autonomia, mesmo em estradas onde o motorista jamais esteve como carro. A estimativa promete ser atualizada no trajeto.

O recurso tem o nome oficial de Intelligent Range (alcance inteligente, em português). Gerente de elétricos da Ford, Mark Poll disse: "as mudanças no comportamento do motorista e no ambiente podem afetar a autonomia, razão pela qual outros veículos elétricos costumam sofrer ajustes significativos no alcance".

No futuro, a Ford espera fazer atualizações por ar que considerem "tráfego em tempo real, declives, terreno/elevação de uma determinada rota e até a temperatura no destino".

O Mustang Mach-E de 2021 deverá ter alcance máximo de 482 km no modelo padrão e 378 km para o modelo GT. Suas entregas devem começar no fim deste ano, com o preço partindo de US$ 43.895 (R$ 235.277 na conversão atual) excluindo impostos.