Topo

Na Garagem


Aston Martin de "007" com radar e assento ejetor é leiloado por R$ 25,4 mi

Aston Martin DB5 recém leiloado foi construído nas especificações do filme "007 Contra Goldfinger" - Divulgação
Aston Martin DB5 recém leiloado foi construído nas especificações do filme "007 Contra Goldfinger"
Imagem: Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

19/08/2019 12h27

Resumo da notícia

  • Carro foi vendido por valor recorde pela RM Sotheby's
  • Unidade é idêntica às quatro utilizadas no longa-metragem
  • Restauração do clássico teve aval da Aston e durou 4 anos

Um Aston Martin DB5 construído nas especificações do carro do filme "007 Contra Goldfinger", de 1964, foi leiloado por US$ 6,3 milhões (cerca de R$ 25,4 milhões) em Monterey, nos EUA, no último fim de semana. O valor é um recorde para um carro deste filme. Das quatro unidades utilizadas no longa-metragem, a mais cara foi arrematada em 2010 por US$ 4,2 milhões (R$ 16,9 milhões).

Aston Martin DB5 vendido a preço recorde passou por quatro anos de restauração para ficar impecável - Divulgação
Aston Martin DB5 vendido a preço recorde passou por quatro anos de restauração para ficar impecável
Imagem: Divulgação

Apesar de ser idêntico ao carro do filme, o DB5 na verdade não esteve presente nas gravações. Ele foi construído para fazer parte de uma ação promocional do filme seguinte, "Thunderball", que no Brasil recebeu o título "007 Contra a Chantagem Atômica".

O fato interessante desse DB5 é que ele vem com todos os acessórios utilizados pelo agente secreto James Bond - interpretado no filme por Sean Connery. O carro vem com tela à prova de balas retrátil para proteger a janela traseira, assento ejetor, radar no painel, pulverizador de óleo, metralhadoras escondidas atrás dos piscas frontais e dispositivo de cortina de fumaça. Tudo isso ainda funciona - a não ser as metralhadoras, que obviamente só produzem o som dos disparos de armas.

Clássico não foi usado no filme, mas traz os acessórios cênicos e foi restaurado seguindo especificações da Aston - Divulgação
Clássico não foi usado no filme, mas traz os acessórios cênicos e foi restaurado seguindo especificações da Aston
Imagem: Divulgação

No caso, o Aston não é só para participar de exposições de clássicos: o esportivo está legalizado para andar nas ruas, se o proprietário quiser.

Antes do leilão, o veículo foi restaurado durante quatro anos pela Roos Engineering, na Suíça. A empresa é uma das 13 no mundo que a Aston Martin reconhece como especialista nos seus modelos antigos.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Na Garagem