Topo

Segredos automotivos


Perto da estreia, novo Chevrolet Onix segue rodando com poucos disfarces

Novo Chevrolet Onix estreia no mercado brasileiro até o fim do ano - Fernanda Schmidt/UOL
Novo Chevrolet Onix estreia no mercado brasileiro até o fim do ano
Imagem: Fernanda Schmidt/UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/08/2019 07h00

Resumo da notícia

  • Hatch ainda circula com camuflagem leve; sedã chega antes
  • Nova família Onix vai conviver com modelos atuais
  • Projeto da linha de compactos foi desenvolvido junto com chineses

A segunda geração do Chevrolet Onix ainda circula pelas ruas com uma leve camuflagem. O hatch deve ser lançado no mercado brasileiro até o final deste ano, possivelmente no úiltimo trimestre de 2019.

Antes dele chegará a versão sedã, que vai trocar o nome Prisma por Onix Sedan. Este, inclusive, já roda por aí praticamente sem camuflagem, apenas com adesivos escondendo a gravatinha dourada e os logotipos.

Conforme UOL Carros já antecipou, com informações do colunista Fernando Calmon, o novo Onix começa a ser produzido em série na unidade de Gravataí (RS) em novembro, chegando às concessionárias na virada do ano.

Aliás, o novo Onix deixa de ser um carro regional para virar global, formando uma família de veículos projetada e construída sobre a nova plataforma modular criada em parceria com chinesa SAIC, que prevê cinco variações de carroceria. Essa família inclui a próxima geração do Tracker, que chega em 2020 com fabricação nacional e não mais importado do México.

O desenvolvimento do novo Onix ficou a cargo das engenharias brasileira e chinesa da GM -- não por acaso, o compacto foi apresentado pela primeira vez no Salão de Xangai (China) em abril, na configuração sedã. A chegada da segunda geração do hatch e do sedã integra o já anunciado plano de lançar 30 carros no Brasil e região até 2022, incluindo a renovação de modelos já oferecidos e veículos inéditos.

Por aqui, a nova família Onix deve adotar motorizações 1.0 (aspirada e turbo, este associado a um câmbio automático de seis marchas) e possivelmente um 1.2 turbo, ambos com três cilindros em linha e injeção direta de combustível. Esta última opção, aliás, deve ser restrita às versões mais caras. Há também a possibilidade de a GM oferecer um motor 1.2 aspirado para outros mercados, como a Argentina

Os novos Onix e Onix Sedan devem conviver com a geração atual, oferecida como opção de entrada..

Mais Segredos automotivos