PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Primeira Classe

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Ponto de recarga para carros elétricos ganha prioridade em hotéis de luxo

Carregador no Fairmont, no Rio de Janeiro  - Rafaela Borges/UOL
Carregador no Fairmont, no Rio de Janeiro Imagem: Rafaela Borges/UOL
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rafaela Borges

Rafaela Borges é jornalista automotiva desde 2003, com passagens por Carsale e Estadão. Escreve sobre o mercado de veículos, supercarros, viagens sobre rodas e tecnologia.

Colunista do UOL

08/05/2022 04h00

Os carros elétricos mais vendidos do Brasil são do segmento de luxo. Modelos como Volvo XC40 e Porsche Taycan estão entre os mais emplacados, e o Audi e-tron também já ocupou a dianteira dessa lista.

Como são modelos caros, estão encontrando maior adesão entre os clientes de carros de luxo. E os automóveis da Audi, BMW, Mercedes-Benz, Porsche e Volvo têm autonomia que permite ao proprietário fazer viagens de cerca de 300 km e, dependendo do tipo de estrada, até 400 km por recarga.

Porém, os pontos de recarga podem ser uma dificuldade. Em algumas estradas, como a Rodovia Presidente Dutra, o sistema Anhanguera-Bandeirantes, a Castello Branco e a Rio-Santos, há estações rápidas. Mas e quanto ao destino?

Muitos donos de carros elétricos têm pontos de recarga não apenas em sua residência, mas também na casa de praia ou do interior. O problema pode surgir quando a hospedagem é em um hotel. E clientes de automóveis de luxo costumam se hospedar em propriedades de luxo.

Visitei recentemente um hotel voltado a esse público no litoral de São Paulo. A gerente me contou que já havia perdido inúmeros hóspedes quando estes descobriam que a propriedade não tem estação de recarga para carros elétricos.

Seja no interior, no litoral, na serra ou no campo, oferecer carregador para veículos a eletricidade está se tornando fundamental para hotéis luxuosos, principalmente nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro. E parte das propriedades desse segmento já tem um posto para chamar de seu.

A maioria os oferece em parceria com montadoras, como Audi, BMW, Porsche e, mais recentemente, a Volvo.

Como encontrar hotéis com carregadores

Sites de hospedagem como o Booking.com, ou mesmo os dos próprios hotéis, já têm informações sobre a presença de carregadores para carros elétricos nas propriedades. Mas nem sempre os dados estão corretos e completos.

Já procurei no Booking.com alguns hotéis que têm carregadores. A informação, no entanto, não constava na descrição da propriedade. Por isso, a melhor maneira de pesquisar é por meio de apps gratuitos que mapeiam esses dispositivos.

Um dos mais completos é o PlugShare, pois mostra carregadores de qualquer montadora ou empresa de fornecimento de energia - diferentemente do EDP EV Charge, que só lista os da própria companhia. Porém, mesmo no PlugShare faltam alguns pontos.

A vantagem desses apps é mostrar se o equipamento está em uso e, principalmente, em funcionamento. Porém, já houve caso em que cheguei a uma estação apontada como disponível e não encontrei o ponto em ordem para uso.

Por isso, é sempre importante, após encontrar seu hotel com ponto de recarga, ligar na propriedade para saber se ela está mesmo funcionando. Nesse telefonema, você também descobrirá se há custo para uso do equipamento.

Geralmente, para hóspedes não há custo. Alguns hotéis, no entanto, oferecem a recarga gratuita apenas para carros de montadoras parceiras. Porém, se o objetivo for não se hospedar na propriedade, e apenas usar o ponto de recarga, sempre haverá tarifa.

Um hotel em que me hospedei no litoral de São Paulo, por exemplo, cobra cerca de R$ 250 por recarga para não-hóspedes, mesmo que ela não seja completa. Conectou o carregador, pagou. Além disso, a prioridade é sempre dos hóspedes.

Além de apps, também dá para buscar hotéis com carregadores por meio de uma função do Google Maps. A Audi, em seu website brasileiro, mostra a lista de todas as propriedades que têm pontos de recarga instalados pela marca.

Exemplos

Parte dos hotéis de luxo a distâncias até 300 km do Rio de Janeiro e, principalmente, de São Paulo, têm carregadores. Inclusive, propriedades das duas capitais também os oferecem. Entre os exemplos estão o Palácio Tangará e o Fasano, na cidade paulista, e o Emiliano, o Fasano e o Fairmont, na fluminense.

No litoral de São Paulo, a oferta de pontos de recarga é boa (a maioria em parceria com Audi, BMW e Porsche). Entre os exemplos estão o Hotel Spa Nau Royal, em Cambury, o Mauí Maresias, o DPNY (Ilhabela) e o Itamambuca Ecoresort (Ubatuba).

No litoral do Rio de Janeiro, estão entre as opções o Portobello Resort, em Mangaratiba, e o Casas Brancas Hotel e Spa, em Búzios. Na serra e no interior do Estado, há pontos em locais como o Le Canton, em Teresópolis, e o Locando della Mimosa, em Petrópolis.

A Serra da Mantiqueira paulista está repleta de hotéis com carregadores para carros elétricos. Entre os exemplos estão os hotéis Toriba, Grande Hotel e Six Senses Botanique, em Campos do Jordão, e a pousada Quinta dos Pinhais, em Santo Antonio do Pinhal.

No interior, há entre as opções o Fasano Boa Vista (Porto Feliz), o Hotel Fazenda Dona Carolina (Itatiba) e o Grande Hotel (Águas de São Pedro). Já fora dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo, encontrar diversidade de pontos de recarga em hotéis é mais difícil fora dos grandes centros.

Há opções em propriedades de cidades turísticas, mas a oferta é bem mais limitada. Uma curiosidade: muitas vezes, montadoras que fazem lançamentos de carros elétricos e híbridos em locais turísticos fora do Estado de São Paulo têm de levar seus próprios carregadores para instalação nos hotéis.