PUBLICIDADE
Topo

Paula Gama

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Diesel caro? Brasil joga fora quase 1 bilhão de litros com estradas ruins

Combustível usado para evitar buracos e outros obstáculos custou mais de R$ 4 bilhões a transportadoras  - Fernando Donasci/Folha Imagem
Combustível usado para evitar buracos e outros obstáculos custou mais de R$ 4 bilhões a transportadoras Imagem: Fernando Donasci/Folha Imagem
Conteúdo exclusivo para assinantes
Paula Gama

Jornalista especializada no mercado automotivo desde 2014, Paula Gama tem 28 anos e avalia diversos modelos no Brasil e no exterior. Nesta coluna, você terá opiniões sinceras sobre os lançamentos, cultura automotiva, tendências e análises de comportamento do consumidor.

Colunista do UOL

25/03/2022 17h54Atualizada em 25/03/2022 17h54

Enquanto o setor de transportes sofre com a alta nos preços do óleo diesel, que atualmente custa em média R$ 6,65 em todo País, segundo a ANP (Agência Nacional de Petróleo), as péssimas condições das estradas brasileiras desperdiçaram 956 milhões de litros do combustível no último ano. A informação é da 24ª edição da Pesquisa CNT de Rodovias.

Os dados da CNT (Confederação Nacional de Transporte) também revelam que o consumo a mais de combustível devido a problemas de qualidade das rodovias brasileiras representou um prejuízo financeiro de, aproximadamente, R$ 4,21 bilhões para os transportadores de cargas e de passageiros no Brasil. Montante que, certamente, foi repassado aos consumidores em forma de ajuste de preços de produtos e serviços.

  • O UOL Carros agora está no TikTok! Acompanhe vídeos divertidos, lançamentos e curiosidades sobre o universo automotivo.

O desperdício acontece porque atividades como reduzir e aumentar a velocidade ao desviar de buracos, dentre outras dificuldades, fazem com que aumente o consumo de combustível dos veículos. De acordo com a pesquisa, considerando apenas o diesel, é possível estimar que 956 milhões de litros foram consumidos de forma desnecessária, o que ocasionou uma descarga de aproximadamente 2,53 milhões de toneladas de dióxido de carbono (CO2) equivalentes na atmosfera.

Considerando o desperdício de combustível de carros de passeio, o montante gasto de forma desnecessária é muito maior.

Questionado sobre os dados do levantamento que avaliou 109.103 quilômetros de estradas pavimentadas federais e estaduais - e constatou que o estado geral de 61,8% da malha rodoviária brasileira é classificado como regular, ruim ou péssimo -, o Ministério da Infraestrutura respondeu que está apostando em parcerias com a iniciativa privada.

"Com a redução orçamentária que ocorre nos últimos anos devido a situação econômica do país, o Governo Federal investe na parceria com a iniciativa privada, com um modelo de concessão contemporâneo, que garante maciços investimentos em infraestrutura de transportes", disse por meio de nota.

Segundo o governo, desde 2019, foram leiloadas seis rodovias, que terão R$ 37,3 bilhões em investimentos privados. Este valor é equivalente a aproximadamente seis vezes o orçamento do Ministério da Infraestrutura para realizar obras em todos os setores de transporte.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.