PUBLICIDADE
Topo

Posso trocar água por aditivo no radiador? Mudança pode trazer problemas

Thais Rolland
Imagem: Thais Rolland
Thais Roland

Thais Roland é técnica em Manutenção Automotiva e apaixonada pela graxa. Com seu canal no YouTube 'Coisa de Meninos Nada', busca informar, orientar e dar suporte em relação a dúvidas e neuras sobre o mundo dos carros

Colunista do UOL

28/04/2020 04h00

Mais uma vez venho esclarecer dúvidas, e esta é uma das campeãs nas minhas redes sociais e também nos workshops, especialmente quando começo a falar sobre aditivos. Ainda mais após falarmos, como já escrevemos por aqui, que não devemos 'completar a água' do carro.

A Juliana, seguidora do Coisa de Meninos Nada, mandou essa pergunta para mim pelo Instagram e achei bem válido discutir sobre o assunto.

É muito comum pegarmos situações desse tipo na oficina, principalmente quando a pessoa compra um carro seminovo e leva para gente fazer uma revisão. O antigo dono não usava aditivo e agora precisamos resolver o problema.

É sempre importante ressaltar que cada caso é um caso. Mas, em geral, veículos nessas condições já apresentam uma situação crítica de corrosão no sistema de arrefecimento e simplesmente colocar aditivo no radiador pode piorar tudo.

Além de alterar o ponto de ebulição da água, outra propriedade importante dos aditivos é a anticorrosiva. Em um sistema em ordem, essa propriedade vai retardar o surgimento de ferrugem, mas em um em que a corrosão já predomina, o aditivo vai tentar limpar e problemas começam a pipocar.

Dependendo da quantidade de sujeira que desprende, o radiador pode entupir, a válvula termostática pode travar... Várias coisas podem ser prejudicadas internamente e se corre o sério risco de surgir vazamentos, principalmente em pontos onde a ferrugem já está avançada e que aparecem pequenos furos quando o aditivo a remove. Isso pode acontecer nos selos do motor, nos bocais onde encaixamos as mangueiras, na carcaça da termostática e em diversos outros pontos.

Por isso não é tão simples de recuperarmos um sistema que foi maltratado. Para podermos abastecer o motor com aditivo depois de tempos usando apenas água é preciso fazer uma limpeza profunda, removendo toda a corrosão do motor e do radiador. Na maioria dos casos, é necessário trocar válvula termostática, mangueiras e até a bomba d'água, dependendo da extensão dos danos.

Depois disso, com o sistema todo em ordem, podemos colocar a proporção correta de água desmineralizada com aditivo apropriado. E, daí para frente, apenas manter as manutenções de rotina sem mais se preocupar.

Existe um procedimento chamado FLUSH, que promete limpar o sistema e prepará-lo para receber o aditivo normalmente. Mas esse é um assunto polêmico e não quero misturar as coisas. O FLUSH é um procedimento realizado tanto no sistema de arrefecimento quanto no de lubrificação, e vou tratar dessa questão na semana que vem.