PUBLICIDADE

Topo

VivaBem

Pode sonhar! Cientistas fazem ratos eliminarem gorduras apenas suando

A citosina TSLP ativa as células T para promover a secreção de sebo - Divulgação/Biorender
A citosina TSLP ativa as células T para promover a secreção de sebo Imagem: Divulgação/Biorender

Colaboração para o UOL, em Santos

30/07/2021 20h46

Cientistas norte-americanos descobriram um novo tratamento para perda de peso que faz ratos 'suarem' para eliminar grandes quantidades de gordura por meio da eliminação de sebo rico em energia. Os pesquisadores vislumbram um futuro em que o mesmo princípio pudesse ser usado em humanos para combater a obesidade. Até então, ao contrário do que se pensa, suar não tem relação direta com a perda calórica, apenas serve para controlar a temperatura corporal.

Os cientistas descobriram agora que é possível induzir a perda de gordura do estômago tendo como alvo o sistema imunológico. A pesquisa foi publicada na revista Science.

Eles fizeram a descoberta depois de tratar camundongos com a citocina linfopoietina estromal tímica (TSLP, do inglês Thymic Stromal Lymphopoietin) - um tipo de proteína do sistema imunológico - o que resultou numa perda significativa de gordura e peso.

Inesperadamente, no entanto, isso não foi causado por uma diminuição da ingestão de alimentos ou metabolismo mais rápido, mas porque a TSLP estimulou o sistema imunológico a liberar lipídios através das glândulas sebáceas produtoras de óleo da pele.

"Esta foi uma descoberta totalmente imprevista, mas demonstramos que a perda de gordura pode ser alcançada secretando calorias da pele na forma de sebo rico em energia", disse o principal autor do estudo, Taku Kambayashi, da Universidade da Pensilvânia, nos EUA ao jornal britânico DailyMail.

"Acreditamos ser o primeiro grupo a mostrar uma forma não hormonal de induzir esse processo, destacando um papel inesperado para o sistema imunológico do corpo".

O que isso significa para os humanos

Kambayashi disse que as descobertas apoiam a tese de que o aumento da produção de sebo através do sistema imunológico possa ser uma estratégia para o tratamento da obesidade em humanos. Os pesquisadores estavam investigando o papel da TSLP, que está envolvida no processo da asma e outras doenças alérgicas, na ativação de células do sistema imunológico Tipo 2 e na expansão de células T reguladoras.

Estudos anteriores sugeriram que essas células podem regular o metabolismo energético, então a equipe de Kambayashi previu que dar TSLP a ratos com excesso de peso poderia estimular uma resposta imunológica que neutralizaria alguns dos efeitos nocivos da obesidade.

"Inicialmente, não pensamos que a TSLP teria qualquer efeito sobre a obesidade em si. O que queríamos descobrir era se isso poderia impactar a resistência à insulina", explicou Kambayashi.

Os pesquisadores disseram que, em humanos, o processo de aceleração da liberação de sebo para pode levar ao que 'eles chamam de "suor de gordura" e, consequentemente, à perda de peso, que é o que eles planejam testar no futuro.

'Eu não acho que controlamos naturalmente nosso peso regulando a produção de sebo, mas podemos ser capazes de interromper o processo e aumentar a produção de sebo para causar perda de gordura', disse Kambayashi. "Isso pode levar a novas intervenções terapêuticas que revertam a obesidade e os distúrbios lipídicos".

VivaBem