PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

É só esfriar que aquela dor volta? Entenda por que isso acontece

iStock
Imagem: iStock

Bárbara Therrie

Colaboração para VivaBem

30/06/2021 04h00

"Que dorzinha nas costas" ou "Meu joelho está doendo". Com a chegada do frio é comum que as pessoas fiquem mais suscetíveis a sentir dor, principalmente pacientes com dores crônicas, mas isso não quer dizer, necessariamente, que todos tenham essa sensibilidade exacerbada à dor. Isso é muito individual.

Em épocas geladas, as pessoas tendem a ficar mais encolhidas e a se movimentar menos, o que pode causar algum grau de rigidez articular e, consequentemente, dor.

"É normal os músculos permanecerem mais contraídos como uma forma de defesa ao frio. O músculo contraído recebe menos sangue para o seu funcionamento, o que pode repercutir em dor", explica João Paulo Bergamaschi, ortopedista especialista em cirurgia da coluna, coordenador da pós-graduação em cirurgia endoscópica de coluna na USP (Universidade de São Paulo) e diretor da clínica Atualli Spine Care.

"Essa contração dos vasos sanguíneos dificulta a circulação sanguínea não somente dos músculos, mas também de tecidos como a pele e as articulações, podendo causar espasmos da musculatura", complementa André Marques Mansano, médico intervencionista da dor no Hospital Israelita Albert Einstein (SP).

Ainda segundo Mansano, grande parte do osso da articulação é protegida por uma cartilagem que pode encolher no frio. Esse encolhimento expõe parte do osso e dos receptores de dor.

Outro ponto a ser levado em conta é o líquido sinovial contido dentro das articulações. No frio, esse líquido pode ficar ligeiramente mais espesso, dando a sensação de uma articulação mais rígida.

"Quando a articulação está inflamada, quadro bastante comum em doenças reumatológicas, como artrose, artrite reumatoide, lúpus, Sjögren e gota, pode ocorrer um excesso de líquido sinovial, causando um desconforto em forma de pressão dentro da junta e dor com o frio, acompanhado de sintomas como vermelhidão e inchaço", explica Niedja Bezerra, presidente da Sociedade Cearense de Reumatologia.

Além dessas questões, é importante dizer que há uma alteração do limiar de dor. O que isso significa? Que se beliscarmos a pele de alguém no frio, doerá mais do que se beliscarmos a mesma pessoa, com a mesma pressão, no calor, por exemplo.

Quem tem problema crônico sente mais dor no frio?

Geralmente, pacientes com doenças crônicas apresentam processo inflamatório em alguma região do corpo, o que favorece que tenham mais dores de uma forma geral.

"Todo o processo envolvendo a chegada de menos sangue e nutrientes aos músculos e articulações no frio faz com que essas estruturas fiquem com o metabolismo prejudicado e com uma dificuldade ainda maior de combater qualquer processo inflamatório", explica Bergamaschi.

Frio, inverno, caneca de chá, cobertor, meia - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Além disso, a dor crônica, por si só, já sensibiliza os pacientes aumentando a percepção das dores.

De acordo com Mansano, os problemas ortopédicos também são mais propensos a piorar no frio porque usualmente afetam os ossos das extremidades, como dedos, mãos, cotovelos, braços, pés, tornozelos, joelhos e pernas, regiões sobre as quais a temperatura ambiente têm mais efeito.

Um outro motivo que pode acentuar o desconforto é o uso de placas e parafusos metálicos, que apresentam dilatação ou contração desse material gerando dores.

É o caso das fraturas operadas, cirurgias de artrodese da coluna e cirurgias para escoliose, por exemplo, conforme exemplifica Mauricio Marteleto Filho, cirurgião da coluna vertebral e chefe da Clínica Pró-Movimento (SP).

É só o frio chegar para muitos pacientes se queixarem de dores na coluna. Uma das razões é porque nessa região existem várias articulações, músculos e tendões suscetíveis às variações de temperatura ambiente provocando dores.

A diminuição dos níveis de atividade física também está intimamente relacionada a piora de dores nas costas.

Sabemos que o frio nos convida ao sofá ou cama, mas precisamos nos esforçar para nos manter ativos, colocar nossos músculos para trabalhar, praticando atividade física regular para que a musculatura se condicione e a articulação não fique muito tempo parada.

Algumas dicas podem ajudar a amenizar as dores no inverno:

  • Agasalhe-se adequadamente usando luvas, toucas e botas para proteger as mãos, orelhas e pés;
  • Saunas úmidas ou secas ajudam a manter o corpo aquecido;
  • Massagens e compressas quentes auxiliam a ativar a circulação;
  • Faça alongamento para relaxar e evitar contraturas musculares;
  • Consuma alimentos e bebidas quentes, como sopas, chás e cafés.

Saúde