PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Vecina: Temos condimentos para nova explosão de casos de covid no Brasil

Do VivaBem, em São Paulo

23/06/2021 08h37Atualizada em 23/06/2021 09h15

O médico sanitarista e ex-presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) Gonzalo Vecina Neto disse hoje, durante o UOL News, que o Brasil terá uma nova explosão de casos de covid-19 em razão da chegada da variante delta, identificada pela primeira vez na Índia, com alta velocidade de transmissão.

"Essa variante delta [da covid-19] já está presente no Brasil. Nós tivemos uns cinco, seis casos conhecidos que vieram para cá. Nós estamos com os condimentos para uma nova explosão de casos. Vai acontecer? Não será surpresa. Vai acontecer", declarou o médico.

Vecina explicou que essa variante começou a se disseminar na Inglaterra e provocou o aumento do número de casos, mesmo com 50% da população inglesa imunizada com as duas doses da vacina.

O que está acontecendo na Inglaterra, a variante delta começou a aparecer lá e está tomando conta do pedaço. Um país que já tem 50% da população vacina com duas doses. E de repente o aparecimento de uma nova variante está aumentando o número de casos e impondo que o governo inglês tome uma decisão diferente da que vinha tomando até agora de dar uma liberada [nas restrições]. Vai ter que dar uma fechada. Porque é uma variante nova com uma capacidade grande de disseminação."
Gonzalo Vecina Neto no UOL News

A OMS (Organização Mundial da Saúde) explicou anteontem que essa variante é a que tem maior velocidade de transmissão e pode se aproveitar da flexibilização das medidas restritivas em muitos países para se expandir. Maria Van Kerkhove, líder técnica de resposta à covid-19 da OMS, informou que essa variante já circula em ao menos 92 países.

"Essa cepa tem demonstrado uma maior taxa de contaminação, mas ainda não temos conhecimento de que sua taxa de mortalidade seja mais elevada", afirmou Kerkhove.

Ontem também foi identificada uma nova variante do coronavírus -- originária da B.1.1.28 -- no município fluminense de Porto Real, divisa com o estado de São Paulo. Nomeada como P.5, a linhagem tem a mesma estrutura da cepa original, porém sofre mutações no spike, como é conhecida a coroa do vírus que se liga à célula.

Até às 20h de ontem foram registrados 86.833 novos casos de covid-19, totalizando 18.056.639. Nas últimas 24 horas, o Brasil também teve 2.080 mortes pela doença. O total de óbitos chegou hoje a 504.897.

*Com informações da EFE e do Estadão Conteúdo

Saúde