PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Pular o jantar aumenta chances de ganho de peso, diz estudo

Pular refeições está associado ao ganho de peso, mas estudos sobre a influência do jantar ainda são poucos - Getty Images
Pular refeições está associado ao ganho de peso, mas estudos sobre a influência do jantar ainda são poucos Imagem: Getty Images

Danielle Sanches

Do VivaBem, em São Paulo

20/01/2021 12h53

Diversos estudos já se debruçaram a entender se pular o café da manhã pode ou não interferir no ganho de peso. Poucos, no entanto, haviam buscado evidências do que aconteceria se as outras refeições fossem deixadas de lado.

Um grupo de cientistas da Universidade de Osaka, no Japão, decidiu fazer essa análise e concluiu que não jantar pode, sim, ser um "indicador significativo de ganho de peso", excesso de peso e até obesidade em estudantes universitários.

Os especialistas também notaram que os participantes que haviam admitido pular o jantar — frequentemente ou de forma ocasional — tinham mais propensão a manter hábitos ruins, como dormir pouco, fumar ou beber em excesso.

Eles também eram mais velhos, pulavam outras refeições com maior frequência e, quando jantavam, costumavam comer mais tarde.

Como o estudo foi feito:

  • Publicado no periódico Nutrients, o estudo envolveu a análise de um grupo de 17.573 homens e 8.860 mulheres, todos estudantes universitários no Japão;
  • As informações vieram da base de dados coletados na universidade, que realizava check-ups anuais nos estudantes;
  • A análise envolveu estudar a associação entre a frequência com que eles consumiam café da manhã, almoço e jantar e a incidência de ganho de peso, excesso de peso/obesidade;
  • Eles então concluíram que pular o jantar com frequência é um "indicador significativo de ganho de peso" tanto entre homens como em mulheres;
  • Além disso, não jantar também foi associado a excesso de peso e obesidade em ambos os sexos - algo não observado quando com relação a pular o café da manhã ou o almoço.

Por que isso é importante?

Um dos fatores de risco já conhecidos para o ganho de peso é justamente a frequência das refeições. Os médicos já sabem, por exemplo, que quem faz poucas refeições têm maiores chances de desenvolver obesidade.

No caso do jantar, uma das razões pelas quais isso pode acontecer, acreditam os cientistas, é que pular a refeição pode causar um desequilíbrio na regulagem do apetite, provocando um efeito de compensação em que a pessoa consome depois mais energia do que de fato precisa para se manter.

Eles também acreditam que a qualidade da dieta também pode influenciar nesse cenário, já que há uma relação entre pular refeições e a baixa qualidade nutricional dos alimentos consumidos.

Saúde