PUBLICIDADE

Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


Equilíbrio

Substância de cogumelo mágico é 4 vezes mais eficaz que antidepressivo

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem, em Sâo Paulo

05/11/2020 17h16

Uma substância encontrada em um tipo de cogumelo alucinógeno pode ser eficaz no tratamento da depressão, de acordo com uma pesquisa publicada no periódico Jama Psyquiatry nesta quarta-feira (4).

A psilocibina administrada junto com sessões de psicoterapia produziu efeitos antidepressivos grandes, rápidos e sustentados, segundo os cientistas. "Os efeitos relatados neste estudo foram aproximadamente 2,5 vezes maiores do que os encontrados apenas com a psicoterapia e mais de 4 vezes maiores do que os encontrados em estudos de tratamento de depressão psicofarmacológica", escreveram os autores.

Os efeitos antidepressivos rápidos da psilocibina foram semelhantes aos relatados com a cetamina, mas os terapêuticos foram diferentes. Os pesquisadores disseram que os efeitos da cetamina geralmente duram de alguns dias a duas semanas, enquanto o estudo mostrou que a resposta antidepressiva clinicamente significativa à terapia com psilocibina persistiu por pelo menos quatro semanas. De acordo com eles, 71% dos participantes continuando a mostrar uma resposta clinicamente significativa ao completarem um mês de acompanhamento.

Além disso, descobriu-se que a psilocibina tem baixo potencial para dependência e um perfil mínimo de eventos adversos, sugerindo vantagens terapêuticas com menos risco de problemas associados do que a cetamina.

Como o estudo foi feito

Foram selecionados 24 adultos com TDM (Transtorno de Depressão Maior) com idades entre 21 e 75 anos. Os participantes não usavam medicamentos antidepressivos, não tinham histórico de transtorno psicótico ou tentativa de suicídio grave ou hospitalização. Além disso, tinham os sintomas depressivos há pelo menos dois anos.

Eles receberam duas doses de psilocibina com um intervalo de duas semanas. E os participantes foram monitorados durante todo o tempo e realizaram sessões de terapia antes e depois de usarem a substância.

Os pesquisadores concluíram que 67% (16 participantes) tiveram uma redução de mais de 50% nos sintomas de depressão após uma semana de tratamento. E após um mês, esse número subiu para 71% (17 participantes).

Ainda são necessários mais estudos para comprovar os efeitos da psilocibina em quadros depressivos. Isso porque, apesar de ser uma pesquisa promissora, ela foi realizada com um pequeno grupo de participantes e teve um curto prazo de acompanhamento.

Errata: o texto foi atualizado
A imagem ilustrativa anterior dessa matéria não era do cogumelo psylocibes cubensis, que possui a substância abordada no texto. A imagem foi trocada pelo cogumelo correto.

Equilíbrio