PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Coronavírus: pessoas com asma, pressão alta e diabetes correm maior risco

Além de idosos, outros grupos estão mais sucetíveis ao problema - Istock
Além de idosos, outros grupos estão mais sucetíveis ao problema Imagem: Istock

Priscila Carvalho

Do VivaBem, em São Paulo

12/03/2020 18h37

Asmáticos, pessoas com doenças do coração, fumantes, diabéticos. Além de idosos, esses são alguns dos grupos de risco que estão mais suscetíveis a pegar a covid-19.

O novo coronavírus é parente do vírus causador da SARS (sigla inglesa para síndrome respiratória aguda grave). Pacientes com doenças mais debilitantes têm menor capacidade de frear o vírus, aumentando o risco de ele cair na corrente sanguínea, atingir os pulmões e provocar pneumonia.

"Em geral, pessoas com doenças crônicas estão em maior risco por causa do comprometimento da resposta imune. A possibilidade da intensidade da replicação viral, acaba deflagrando uma lesão pulmonar que vai agravar o quadro do paciente", explica Luciana Costa, diretora adjunta do Instituto de Microbiologia da UFRJ e do Laboratório de Genética e Imunologia das Infecções Virais.

Por isso é muito importante estar com a imunidade em dia e sempre usar álcool em gel ou lavar as mãos frequentemente. Abaixo, explicamos quais e por que alguns grupos de riscos estão mais vulneráveis à doença e como se prevenir.

Hipertensos

Pacientes com problemas no coração estão mais expostos ao problema porque algumas substâncias que o órgão produz para combater a infecção podem deixar o coração mais fraco.

Segundo Bruno Valdigem, do Instituto Dante Pazzanese e do hospital Vila Nova Star (Rede Dor/ São Luiz), o vírus ainda pode afetar o músculo cardíaco, caso o coração já esteja sobrecarregado, e causar inflamação no miocárdio. Além disso, aumenta o risco de arritmias e parada cardíaca.

O especialista explica que o vírus usa o mesmo receptor que os remédios para hipertensão da classe inibidores da ECA (enzima conversora de angiotensinogenio) para invadir as células, facilitando uma infecção mais grave. Vale lembrar que não existe nenhum tipo de orientação para substituição ou suspensão destes remédios e a relação ainda está sendo estudada por pesquisadores.

Asmáticos

A asma é uma doença que provoca deficiência respiratória e deixa os pulmões mais sensíveis, favorecendo o aumento da falta de ar e secreção nos pulmões. Segundo Renato Grinbaum, infectologista da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia), o vírus aumenta os sintomas respiratórios, além de contribuir para o aumento de crises de asma. Por causa disso, o paciente fica extremamente debilitado e com mais sintomas do quadro respiratório.

Diabéticos

O diabetes é um fator de risco para várias infecções. João Prats, infectologista da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo, explica que a doença mexe com o sistema de defesa do paciente e, por isso, ele fica mais suscetível a pegar coronavírus e desenvolver a covid-19.

Fumantes

Os tabagistas já possuem a capacidade pulmonar prejudicada pela exposição a substâncias nocivas do cigarro, o que favorece o aumento de doenças pulmonares como enfisema pulmonar e bronquite crônica. Como o pulmão já está debilitado, as chances de desenvolver a covid-19 é bem maior do que uma pessoa que não fuma ou não possui doenças pulmonares.

Quais cuidados devo tomar?

O principal é fazer um acompanhamento médico dessas doenças crônicas constantemente. No caso de hipertensos, o ideal é controlar a pressão arterial. Já os asmáticos, devem se atentar às crises respiratórias e verificar com que frequência elas surgem. "Se um paciente tem asma, mas não tem crise há uns cinco anos, não precisa se preocupar", afirma Grinbaum.

Os especialistas também recomendam estar com as vacinas em dia. Caso a pessoa não tenha tomado a vacina contra influenza/gripe, o ideal é procurar um posto ou rede privada para se vacinar. Em pacientes que sofrem com asma ou outros problemas respiratórios, é aconselhado tomar a vacina pneumocócica, que inibe o desenvolvimento da pneumonia.

Saúde