PUBLICIDADE

Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor


Alimentação

Konjac, o macarrão low carb? Conheça as reais propriedades desse alimento

iStock
Imagem: iStock

Úrsula Neves

Colaboração para o VivaBem

19/02/2020 04h00

Queridinho das modelos e artistas, o konjac virou febre entre quem costuma fazer dieta por ser conhecido como "o macarrão zero carb", sendo considerado um grande aliado de quem adota a dieta low carb. Nos Estados Unidos, esse tipo de macarrão oriental ficou famoso em 2012, quando a chef inglesa Nigella Lawson atribuiu o seu emagrecimento ao consumo da massa, que chamou de "miojo milagroso".

Mas será que ele faz bem para a saúde? De fato, ele contém pouca quantidade de carboidratos e poucas calorias, mas também carece de outros nutrientes, sendo basicamente água. Por isso, entenda o que é o konjac e os cuidados ao consumi-lo.

O que é konjac?

A planta asiática do gênero Amorphophallus konjac é muito utilizada na culinária japonesa. A raiz possui em sua composição uma fibra dietética chamada de glucomanan, também conhecida como konjak mannan.

Como a fibra é um carboidrato não digerível, não são contabilizadas as suas calorias. E como essa fibra absorve o triplo do seu volume em água, logo ao chegar ao estômago é formada uma massa gelatinosa que preenche o estômago, trazendo uma grande sensação de saciedade, auxiliando o trânsito intestinal, o controle do apetite, do colesterol e da glicemia.

O konjac possui uma espessura bem fininha, com aparência translúcida e gelatinosa. Como o seu sabor é muito suave, quase neutro, o macarrão terá o sabor dos temperos e molhos que você colocar.

"Para utilizar a planta em massas é necessário transformar a sua raiz em pó através de um processo de desidratação, trituração e peneiramento. Depois, esse pó é misturado com água e forma-se uma massa, que é de fácil modelagem. A massa pronta pode ser preparada como qualquer outra feita à base de trigo, se adaptando bem a macarrões e lasanhas", explica Lorena Coimbra, engenheira de alimentos.

Existe uma variação do macarrão konjac com soja em sua composição. Apesar de conter mais calorias e carboidratos, esses valores não chegam nem perto do macarrão de trigo.

Composição do macarrão de konjac

A princípio, o macarrão é composto por água e pela farinha de konjac. Contudo, é possível encontrar algumas opções produzidas pela indústria que acrescentam outros ingredientes, como a aveia ou mesmo variações da porção da planta konjac com que a farinha é produzida, fazendo com que as informações nutricionais sejam diferentes dependendo da marca comercializada. Isso tudo muda sua composição nutricional

De modo geral, o macarrão feito apenas com água e konjac apresentará valores baixos de gorduras, proteínas e sódio, baixa caloria, e uma quantidade similar de carboidratos e fibras. Se não houver adição de outros ingredientes, o macarrão konjac estará livre de gorduras e açúcares. Contudo, o sódio se faz presente em uma pequena quantidade, assim como o cálcio, já que o hidróxido de cálcio costuma ser o terceiro ingrediente dessa massa.

Por ser basicamente composto por água e fibras, o macarrão konjac possui, em média, apenas 9 calorias em uma porção de 100 gramas.

Macarrão de konjac emagrece?

De acordo com os especialistas, o macarrão de konjac em si não possui nenhuma substância que esteja diretamente ligada ao processo de emagrecimento. O que acontece é que por se tratar de um alimento com pouquíssimas calorias e ser uma fonte de fibras, ajudando a saciar a fome, quem faz uso regular desse produto pode reduzir a sua ingestão calórica diária, o que colabora com o emagrecimento.

"Contudo, é importante considerar que o processo de emagrecimento não envolve apenas a redução no consumo calórico, sendo sim um conjunto de alterações metabólicas, hormonais e emocionais que também é avaliado em uma consulta ao profissional de nutrição", ressalta a nutricionista Nayara Massunaga Okazaki, docente da VP Centro de Nutrição Funcional.

Macarrão de konjac não pode ser a base da sua dieta

Os especialistas alertam que como o konjac é feito basicamente de água e fibras, ele não pode ser a base de nenhuma dieta pela falta de nutrientes essenciais para a saúde.

"Esse tipo de macarrão não é um alimento nutricionalmente saudável, mas pode ser usado nos momentos em que se quer comer alguma massa, sendo um bom substituto para alimentos mais calóricos. Somente se ele fizer parte de um hábito alimentar saudável e individualizado pode ser incluído na estratégia para a perda de peso", frisa Okazaki.

Cuidados e contraindicações

Um cuidado importante se refere a um possível desconforto intestinal, com inchaços e gases, justamente por esse alto teor de fibras, principalmente para quem tem problemas digestivos ou está com a flora intestinal em desequilíbrio.

Como prepará-lo da forma mais saudável

Como o macarrão de konjac per si não possui quase nutrientes, é importante acompanha-lo de alimentos com boa composição nutricional, como verduras, legumes cozidos no vapor, frango grelhado, filé de peixe e até mesmo um ovo mexido.

Experimente fazer um molho de tomate caseiro, enriquecido com vegetais refogados e uma fonte de proteína. Para temperar, prefira utilizar as ervas aromáticas. E fuja do molho shoyo, que mesmo sendo oriental como o konjac, contém muito sódio em sua composição.

Fontes: Kelvin Taporosky, nutricionista, pesquisador pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Bioquímicas da UFPR (Universidade Federal do Paraná) e mestrando pela mesma instituição, Lorena Coimbra, engenheira de alimentos, e mestranda em Ciências e Tecnologia de Alimentos pelo Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ); e Nayara Massunaga Okazaki é nutricionista, docente da VP Centro de Nutrição Funcional e doutoranda em Cardiologia pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

Alimentação