Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor


Alimentação

Cafezinho sem açúcar: 5 trocas que deixam bebida mais saborosa e saudável

iStock
Imagem: iStock

Samantha Cerquetani

Colaboração para o VivaBem

02/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Apesar de ser bastante consumido com açúcar, o café pode harmonizar com outros ingredientes, ganhar mais sabor e aumentar os benefícios para a saúde
  • Especiarias como canela e cardamomo proporcionam um sabor diferenciado à bebida e mais nutrientes
  • Chocolate amargo, água de coco e cacau em pó combinam bem com o café e também acrescentam benefícios

Quem resiste a um cafezinho? O café é uma das bebidas mais consumidas pelos brasileiros em diferentes momentos do dia —desde o café da manhã até os lanchinhos. Com sabor marcante e cheiro característico, o café preto é comumente adoçado com açúcar, principalmente o refinado.

Mas, o açúcar não é um complemento muito saudável. Para se ter uma ideia, uma colher de sopa cheia de açúcar refinado (24 g) contém 95 calorias, 0,84 mg de cálcio, 1,52 mg de potássio, 0,13 mg de magnésio, 23,8 g de carboidratos, 0,04 g de proteína e não contém vitaminas.

Por isso, é importante saber que há outros ingredientes que podem realçar essa experiência gustativa e até mesmo proporcionar mais nutrientes e benefícios para a saúde. O café combina bem com outros sabores e é possível variar e experimentá-lo com outras bebidas e especiarias.

Os especialistas em café ressaltam que o ideal é criar um equilíbrio entre os sabores e, sempre que possível, optar por grãos de qualidade, fator fundamental para a qualidade da bebida.

Confira, a seguir, detalhes de como dar um toque extra de sabor e nutrientes à sua xícara de café.

1. Canela

A combinação da canela com café é bastante popular e pode ser frequentemente encontrada em bebidas como cappuccino. A especiaria traz mais sabor e aroma para o café. A canela em pó pode ser acrescentada na bebida gelada ou quente. Também é possível adicionar um pau de canela no coador. Além disso, a canela combina bem com outras especiarias como baunilha e cacau e com o leite.

Em relação aos benefícios, de acordo com estudos, a canela possui compostos fenólicos que são potentes antioxidantes para as células, podendo protegê-las dos radicais livres formados pela exposição à poluição, envelhecimento e alimentos gordurosos. Ela também pode auxiliar na melhora da microbiota intestinal e ainda ajuda a diminuir as taxas de açúcar no sangue, o que é bastante benéfico para quem tem diabetes.

Em uma colher de sopa de canela em pó cheia (24 g) há 54 calorias, 240 mg de cálcio, 1,98 mg de ferro, 14,4 mg de magnésio, 15,36 mg de fósforo, 103,2 mg de potássio, 0,42 mg de zinco e 0,9 mg de vitamina C. Em relação ao açúcar refinado, a canela pode ser considerada uma opção mais saudável.

2. Cacau em pó

Misturar cacau em pó no café deixa o sabor da bebida mais marcante e levemente amargo. Essa combinação é indicada porque ocorre uma harmonização entre os ingredientes. Elas são matérias-primas altamente compatíveis que proporcionam bebidas especiais.

Acrescentar cacau no café também turbina a saúde. O alimento possui muitos nutrientes. Uma colher de sopa cheia (24 g) contém 78 calorias, cálcio (30,72 mg), ferro (3,33 mg), magnésio (120 mg), fósforo (176 mg), potássio (366 mg) e zinco (1,62 mg). Além disso, contém compostos antioxidantes e anti-inflamatórios.

O cacau em pó é fonte de energia, reduz o risco de doenças cardiovasculares e protege o corpo contra os radicais livres. E mais: ajuda a controlar a pressão arterial.

3. Cardamomo

Essa especiaria possui um sabor levemente picante e ao ser adicionada ao café traz a bebida mais intensidade. É uma mistura bastante antiga que surgiu no Oriente e é muito consumida por lá nos dias de hoje.

Na hora do preparo, acrescente os grãos ao pó do café ou coloque na xícara com o café já pronto. É importante se atentar para a quantidade —em excesso a bebida pode ficar muito forte.

Uma colher de sopa do cardamomo (24g) contém 18 calorias e alguns nutrientes importantes e que reforçam a saúde. São eles: cálcio (92mg), ferro (3,35 mg), magnésio (55 mg), fósforo (43 mg), potássio (269 mg), manganês (28 mg), zinco (179 mg), cobre (0,38 mg) e vitamina C (5 mg).

Além disso, esse condimento possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes e auxilia a digestão. Os compostos antioxidantes do cardamomo protegem as células contra danos e diminuem a inflamação do organismo.

4. Água de coco

Muito consumida no verão, a água de coco é refrescante e pode ser ingrediente de diversos drinks. Misture a água de coco no café tradicional e acrescente cubos de gelo para garantir o efeito refrescante do café gelado.

Alem disso, a água de coco é pouco calórica —200 ml da bebida possuem cerca de 44 calorias. Vamos aos nutrientes. Uma colher de sopa da bebida contém potássio (38,79 mg), manganês (0,06 mg) e vitamina C (0,57 mg).

E a água de coco pode ser considerada um diurético natural, pois aumenta a quantidade de urina e contribui para eliminar toxinas do organismo. Sabe-se também que a bebida ajuda a baixar a pressão arterial devido à presença do potássio —- possui cerca de 162 mg do nutriente em 200 ml da bebida.

E também mantém o corpo hidratado, ajudando a reabastecer os minerais, como potássio, magnésio e sódio, que são perdidos durante o exercício. Lembrando que o ideal é consumir a água de coco natural, diretamente da fruta e evitar as opções industrializadas.

5. Chocolate amargo

Sim! É possível unir as duas paixões dos brasileiros. Deixe um pedaço de chocolate amargo (aquele com mais de 70% de cacau) no fundo da xícara de café quente.

Uma porção de 30 g de chocolate amargo contém 172 calorias, cálcio (6,21mg), ferro (2,26 mg), magnésio (47,3 mg), fósforo (92,4 mg), potássio (147 mg), zinco (0,39 mg) e cobre (0,47 mg).

Consumir chocolate amargo ajuda a elevar o colesterol bom devido à presença de antioxidantes. Contribui também para evitar as doenças cardiovasculares.

É claro que o chocolate terá um pouco de açúcar na composição, mas é menos do que uma colher de sopa de açúcar (13 g do quadradinho do primeiro contra 23 g da colher de sopa do segundo). Além disso, ele traz outros nutrientes que compensam a troca.

Café adoçado com açúcar faz mal?

O ideal é evitar o açúcar ou consumir em poucas quantidades. Sempre que possível, a recomendação é substituir por adoçantes naturais. O açúcar refinado aumenta a quantidade de calorias, os níveis de açúcar e insulina do corpo e com isso pode gerar um aumento de peso e gordura corporal. Além de gerar uma inflamação no corpo, podendo aumentar a retenção hídrica.

Muitas pessoas ingerem uma grande quantidade de café ao longo do dia, consumindo assim um grande volume de açúcar. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), a recomendação de consumo de açúcar é de no máximo 25 gramas por dia, o que equivale a 6 colheres de chá. Por isso, é importante consumir o café com açúcar de forma moderada.

É importante lembrar que qualquer tipo de açúcar —mascavo, demerara ou refinado pode trazer riscos e contraindicações. Por isso, sempre que possível, realize substituições mais saudáveis.

Fontes: Edson Credidio, nutrólogo e pesquisador em Ciências de Alimentos da Unicamp; Hellen Maluly, doutora em Ciência de Alimentos e presidente da Associação Brasileira de Ciências Sensoriais; Maria Fernanda Vischi D'Ottavio, nutricionista do HCor; Maria Fernanda Barca, endocrinologista; Silvia Magalhães, barista, tricampeã brasileira de barismo e proprietária do SM Café; Emerson Nascimento, barista, campeão do Coffee in Good Spirits Brasil 2019 e membro da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA); Débora Reis, barista e sócia-proprietária do Coffee & Joy e Marcos dos Santos, barista e proprietário da Will Coffee.
Revisão técnica: Maria Fernanda Vischi D'Ottavio

Podcasts do UOL
Ouça o podcast Maratona, em que especialistas e corredores falam sobre corrida. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Alimentação