Topo

Berinjela ajuda a emagrecer? Veja os benefícios desse vegetal

Berinjela é aliada contra o colesterol e diabetes - istock
Berinjela é aliada contra o colesterol e diabetes Imagem: istock

Samantha Cerquetani

Colaboração para o UOL VivaBem

16/03/2019 04h00

A berinjela é o fruto de uma planta chamada Solanum melongena. No Brasil, ela foi introduzida por imigrantes árabes, faz sucesso em diversas receitas e é a escolha perfeita para quem deseja restringir a quantidade de carboidratos ou optar por opções sem carne.

O alimento é composto por 96% de água, é rico em fibras, antioxidantes, vitaminas (A, C e as do complexo B) e sais minerais como zinco, cálcio, magnésio, potássio e ferro. Além disso, é pouco calórico: 100 g do alimento possuem cerca de 20 calorias.

O tipo mais comum encontrado é a berinjela de formato alongado, de coloração roxo-escura e brilhante. Mas elas também podem ser brancas ou listradas, em forma de pera ou cilíndricas. Conheça os benefícios da hortaliça e como incluir o alimento na dieta.

1. Afasta o diabetes

Incluir berinjelas na alimentação pode ajudar a controlar o açúcar no sangue e contribuir para melhorar a qualidade de vida de quem tem diabetes. Isso acontece porque a berinjela é rica em fibras, que ajudam na digestão e a absorção de açúcar ocorre de forma mais lenta no corpo. Assim, o organismo mantém os níveis de açúcar no sangue estáveis e evita picos glicêmicos. Uma pesquisa mostra que os polifenóis, encontrados em alimentos como a berinjela, podem reduzir a absorção de açúcar e aumentar a secreção de insulina.

2. Ajuda a emagrecer

Devido à grande quantidade de fibras e por ser um alimento com poucas calorias e muita água em sua composição, as berinjelas podem ajudar na perda de peso. As fibras se movem lentamente pelo trato digestivo, aumentam o tempo de esvaziamento gástrico, melhoram a digestão e promovem a saciedade, reduzindo a ingestão de calorias.

3. Diminui o colesterol

O consumo de berinjela contribui para diminuir o colesterol ruim do organismo. Isso ocorre devido à presença de polifenóis, saponinas e glicoalcalóides, que têm ação de diminuir essa taxa. Além disso, o alimento possui muitas fibras solúveis, o que aumenta a produção de ácidos graxos de cadeia curta no cólon e reduz o colesterol no sangue.

4. Aumenta a imunidade

A presença dos polifenóis, que são poderosos antioxidantes, niacina, vitamina C e fibras ajudam a manter o sistema imunológico fortalecido. As fibras contribuem para uma microbiota intestinal saudável, o que também torna o organismo mais resistente e combater mais as doenças. Devido à presença de antioxidantes, o consumo de berinjela naturalmente preserva a imunidade aumentando as defesas do organismo.

5. Melhora o funcionamento do intestino

Mais uma vez, a alta presença de fibras proporciona o benefício. Isso acontece porque elas estimulam o intestino, pois a combinação de água e fibras favorece a formação das fezes sem que fiquem ressecadas, normalizando o funcionamento intestinal. E também contribui para que a microbiota intestinal esteja em um estado favorável, o que também ajuda com o bom funcionamento do intestino.

Benefícios em estudo

- Afasta problemas cardiovasculares: devido aos antioxidantes presentes nas berinjelas, alguns estudos sugerem que o alimento reduz o risco de doenças cardíacas. Um estudo que foi realizado com animais comprovou que consumir berinjela crua ou grelhada por 30 dias reduz os riscos de ataque cardíaco. Mais pesquisas são necessárias para avaliar como as berinjelas podem afetar a saúde do coração em humanos.

- Pode prevenir o câncer: a berinjela é rica em antioxidantes, o que ajuda a combater os radicais livres do organismo. O alimento possui antocianinas, principalmente nasunina que também é responsável pela cor vibrante. Além disso, o legume contém fitonutrientes, o que inibe o crescimento das células cancerosas. Sabe-se que devido à sua grande quantidade de fibras, consumir o alimento ajuda a prevenir o câncer de cólon, mas esta hipótese ainda precisa de comprovação científica. E possui substâncias como tripsina e ácido clorogênico, que têm ação anticancerígena.

E a água de berinjela?

Beber a água de berinjela --em jejum ou não -- ganhou a fama de ajudar a emagrecer, mas não há evidências científicas que comprovem esse benefício. O que se sabe é que o alimento possui fibras solúveis e saponina, mas ao coar a bebida, perde-se boa parte desses nutrientes, o que não ajuda na perda da gordura corporal nem acelera o metabolismo.

Contraindicações e riscos

Algumas pessoas não devem consumir muita berinjela. É o caso de indivíduos que possuem baixos níveis de ferro no sangue (anemia). Um fitoquímico presente no alimento pode prejudicar a absorção do ferro no organismo.

Além disso, as berinjelas possuem solanina, que é uma substância tóxica que pode causar dores de cabeça, vômitos e diarreias. Ao cozinhar o alimento, esse risco diminui, uma vez que o vegetal é desidratado. Essa substância também pode agravar inflamações.

Quem tem pedra nos rins também deve evitar o consumo, pois esse legume possui oxalatos, o que contribui para aumentar o problema.

Pessoas com doença renal crônica, inflamações intestinais, síndromes que alterem a absorção intestinal devem ficar atentos ao seu consumo devido à alta presença de fibras e minerais.

Como consumir

A berinjela deve ser consumida cozida, assada ou grelhada. Já a versão crua deve ser evitada para não causar mal-estar. A forma de preparo também é importante para preservar os benefícios. Ao entrar em contato com o ar, o legume escurece. Por isso, recomenda-se manipular o alimento com uma faca inoxidável e deixá-lo de molho enquanto não for preparado. Escolha sempre as escuras, firmes e mais brilhantes na hora da compra.

O legume pode fazer parte de diversas receitas. Pode ser consumido frito à milanesa, em ensopados, recheado, em salada, com macarrão e em omeletes. Veja alguns exemplos para variar o cardápio.

  • Ratatouille: é um prato simples da culinária francesa, que é semelhante a um guisado de legumes. Além da berinjela, acompanha ingredientes como cebola, tomate, pimentão, abobrinha. Pode ser servido como prato principal ou acompanhamento.
  • Babaganoush: é uma receita árabe de pasta de berinjela que acompanha pasta de gergelim e é parecida com o homus (pasta de grão-de- bico). Pode ser servida como aperitivo com pão sírio ou tempero de saladas.
  • Lasanha: é uma opção para quem quer evitar massas ou trocar a lasanha convencional. Os ingredientes e os molhos podem variar de acordo com a preferência e restrições alimentares de cada um.
  • Berinjela recheada: pode acompanhar diversos recheios como frango desfiado ou carne moída. Os veganos e vegetarianos optam por outros ingredientes como cenoura, batata, abobrinha, entre outros.
  • Farinha: bastante versátil, a farinha de berinjela pode ser usada para salpicar sopas e caldos ou até mesmo fazer parte de sucos, vitaminas e iogurtes.

Fontes: Regina Stikan, coordenadora de nutrição do Hospital Santa Catarina; Renato Zilli, endocrinologista do hospital Sírio-Libanês e Erica Fernanda, nutricionista do Hospital 9 de Julho.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Benefícios dos alimentos