Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Por que tenho dor de cabeça quando uso rabo de cavalo? Devo me preocupar?

Ariana Grande não tem medo algum de puxar os fios, com certeza ela não sente dor de cabeça com o penteado - Getty Images
Ariana Grande não tem medo algum de puxar os fios, com certeza ela não sente dor de cabeça com o penteado Imagem: Getty Images

Maria Júlia Marques

Do UOL VivaBem, em São Paulo

28/01/2019 04h00

Toda vez que coloco um elástico no cabelo já fico alerta, pois sei que a dor de cabeça deve aparecer. Esse penteado sempre me incomoda e fico perplexa ao ver que tem gente, tipo a Ariana Grande, que passa a vida com o cabelo preso. 

Comecei a minha pesquisa descobrindo que a dor de cabeça não é algo tão simples assim. Apesar de ser muito comum --a OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que 90% das pessoas do mundo inteiro sofrem ou já sofreram deste problema --, ela não é sempre igual. 

Quem não é médico sempre apelida de dor de cabeça, mas há mais de cem tipos de cefaleia e até uma classificação internacional para ajudar os médicos a identificar cada uma delas. Inclusive, tem uma específica que é chamada de "ponytail  headaches", que seria algo como "dor de cabeça do rabo de cavalo", em tradução livre do inglês.

A dor ao prender o cabelo é uma experiência pontual para cada um: tem quem não se incomode em colocar os fios para cima, e tem quem sofra desse mal. "Quem se incomoda com dor de cabeça por causa do penteado sente uma dor bem onde está o elástico. Ao amarrar o cabelo você puxa o couro cabeludo e traciona o músculo da região, como se tivesse tentando 'descolá-lo' do osso, e isso causa dor," explica Sandro Luiz de Andrade Matas, neurologista da Rede de Hospitais São Camilo, em São Paulo. 

via GIPHY

Quem tem cabelo muito comprido sofre mais?

O tamanho do cabelo não faz muita diferença, mesmo se as madeixas estiverem com um estilo Rapunzel, os fios não são pesados o suficiente para aumentar a dor. A tração é de fato a maior responsável pelo sofrimento. 

Uma boa para evitar o desconforto é deixar a "chuchinha" mais frouxa, diminuindo a tensão na cabeça e evitando incômodos. "E a lógica pode ser a mesma para quem tem dores com tiaras, faixas ou até hijab", comenta Matas. 

Se mesmo assim a dor surgir, tire o "frufru". Caso a dor desapareça em cerca de uma hora, ótimo, o problema deve ser pontual e você só precisa evitar esse penteado ou dar menos voltas com o lacinho. Ao soltar os fios, uma massagem de leve na região pode ajudar a aliviar. Agora, se o problema persistir, é necessária uma avaliação. 

Quando procurar um médico?

É preciso ficar alerta e visitar um médico quando a dor for constante. "Ter mais de três dias de dor de cabeça no mês já é demais. Um neurologista pode examinar o que está acontecendo, identificar os gatilhos e sugerir um tratamento para evitar a dor," diz Marcio Nattan, neurologista e coordenador do centro de cefaleia do Hospital Samaritano, em São Paulo. 

A dor ao usar rabo de cavalo também pode ser sinal de um problema maior. "Quando você tem uma enxaqueca, cefaleia ou neuralgia, por exemplo, o programa de sensibilidade do corpo fica alterado e a gente tende a sentir dor em estímulos que não eram dolorosos antes, um fenômeno chamado de alodinia", afirma Nattan. 

Ou seja, mesmo que normalmente prender o cabelo não cause irritação nenhuma no seu organismo, se você estiver em uma crise de enxaqueca discreta, o rabo de cavalo vai potencializar a dor. "As dores de cabeça alteram a sensibilidade, você fica mais sensível à dor, os estímulos que não eram dolorosos passam a ser", completa Nattan.

Anitta sente dor de cabeça ao puxar os fios para fazer um rabo de cavalo

VivaBem

Portanto, se a dor foi persistente, vá ao médico para avaliá-la e realizar o tratamento adequado, que pode variar de mudanças comportamentais a remédios, procedimentos com botox ou até tratamento cirúrgico. 

"O importante é ter ajuda de um profissional e não ficar só tomando analgésico sem parar. Para você ter uma ideia, existe um tipo de dor de cabeça que é por uso de analgésico. Depois de um tempo de consumo constante o organismo diminui o tempo de ação do remédio e a reação é de agravar a dor ao invés de curá-la", explica Nattan.

Quando antes o diagnóstico for dado, maiores são as chances de um tratamento eficaz. Pois é, um simples rabo de cavalo pode desvendar todo um mundo de sensibilidade e reações no seu organismo. Se cuide para continuar batendo o cabelo por aí. 

#SemFrescura: você sabe o que é que dá dor de cabeça?

UOL Notícias

VivaBem no Verão

O UOL VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. Um espaço com atividades para você se exercitar, mas também curtir e relaxar na entrada da Riviera de São Lourenço. Venha nos visitar!

Data: até dia 03 de fevereiro de 2019, de quinta a domingo 
Horário: das 16h às 00h
Endereço: Avenida da Riviera, ao lado do shopping, na praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Mais Saúde