Topo

Benefícios dos alimentos


Chá verde emagrece? Veja 11 benefícios da bebida

Chá verde é rico em antioxidantes - iStock
Chá verde é rico em antioxidantes Imagem: iStock

Samantha Cerquetani

Colaboração para UOL VivaBem

12/01/2019 04h00

É bastante comum associar o consumo do chá verde a um estilo de vida mais saudável. A bebida é repleta de propriedades nutricionais que ajudam a prevenir doenças e deixam o organismo mais fortalecido. O chá verde é nativo da China e da Índia e é produzido a partir das folhas da planta Camellia sinensis. Pode ser consumido quente, frio e também há a versão em cápsulas.

Sabe-se que o chá verde tem sido usado nas culturas chinesa e japonesa há séculos. A planta possui grande quantidade de antioxidantes, cafeína, aminoácidos, vitaminas B, E, C, cálcio, magnésio, zinco, potássio e ferro que proporcionam mais saúde. E também não tem calorias e pode ser bastante refrescante. Por isso, não faltam motivos para consumir o chá verde todos os dias. Confira, a seguir, os principais benefícios da bebida.

1. Melhora a função cerebral

Diversos estudos relacionam o consumo regular de chá verde com uma melhora da função cerebral. Isso ocorre porque a cafeína, um dos componentes do chá verde, tem a capacidade de melhorar o desempenho em tarefas cognitivas de longa duração, que exigem estado de alerta. A L-teanina, outra substância presente no chá verde, quando consumida com frequência pode proporcionar relaxamento. Por isso, muitas vezes, o consumo de chá verde é apontado como estratégia para melhorar a memória e a concentração. Muitas pessoas relatam ter mais energia e se sentirem mais produtivas quando bebem chá verde. Lembrando que ele contém menos cafeína do que o café, mas é a quantidade suficiente para produzir esse benefício.

2. Ajuda a emagrecer

O chá verde contém um composto chamado epigalocatequina galato, que pode aumentar o gasto energético. Quem consumir cerca de 250 miligramas dessa substância (cerca de três xícaras de chá verde) consegue acelerar o metabolismo e queimar 100 calorias extras por dia, aproximadamente. Em um estudo realizado com 10 homens saudáveis, o chá verde aumentou o gasto energético em 4%.

3. Aumenta o desempenho físico

Beber chá verde aumenta a energia do organismo e melhora o desempenho físico. É o que comprova uma pesquisa da Harokopio University (Grécia). A responsável por esse benefício é a cafeína, que dá energia. Outros estudos também relatam que a substância presente na bebida consegue aumentar o desempenho físico em até 12%.

4. Diminui o risco de câncer

Os polifenóis do chá verde são antioxidantes e sabe-se que dietas ricas nesse nutriente ajudam na prevenção de vários tipos de câncer. Um estudo da Universidade Harvard comprovou que as mulheres que bebiam mais chá verde tinham um risco de 20 a 30% menor de desenvolver câncer de mama. Além disso, uma pesquisa demonstrou que o consumo de chá verde diminui em 48% o risco do desenvolvimento do câncer de próstata. E uma revisão de estudos comprovou que o consumo da bebida ajuda a diminuir o risco de desenvolver o câncer colorretal em 42%.

5. Afasta as doenças neurodegenerativas

Algumas substâncias do chá verde podem ter vários efeitos protetores no cérebro. Consumir regularmente a bebida podem reduzir o risco de Alzheimer e Parkinson, que são as doenças neurodegenerativos mais comuns. Diversos estudos comprovam que o chá verde protege os neurônios e previnem essas doenças.

6. Combate infecções

Alguns estudos mostram que o chá verde pode eliminar bactérias e inibir alguns vírus, o que contribui para diminuir o risco de infecções. As catequinas do chá verde também inibem o crescimento de uma das bactérias que causa cárie. Por isso, pesquisas relacionam o consumo da bebida com a melhora da saúde bucal.

7. Diminui o risco de diabetes

O diabetes tipo 2 é um problema de saúde que atinge milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, estima-se que sejam cerca de 13 milhões de diabéticos, de acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes. A doença faz com que a pessoa não produza insulina suficiente, um hormônio que controla a quantidade de glicose no sangue. Uma pesquisa mostrou que os polifenóis presentes no chá verde ajudam a regular a glicose de pessoas com diabetes. Quando a glicose aumenta no sangue, a insulina entra no pâncreas para sinalizar às células que começam a metabolizar a glicose. Os polifenóis ajudam nesse processo: torna as células mais sensíveis aos efeitos da insulina.

8. Reduz o risco de doenças cardiovasculares

As doenças cardiovasculares, como infartos e acidente vascular cerebral (AVC), são as principais causas de morte no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). A boa notícia é que uma pesquisa mostrou que o chá verde afasta o risco dessas doenças. A bebida reduz os níveis de colesterol ruim (LDL) do organismo, que é um dos fatores de risco das doenças cardiovasculares e aumenta a capacidade antioxidante do sangue. Uma pesquisa divulgada no The Journal of Nutrition comprovou que quem consome o chá verde têm até 31% menos risco de desenvolver esses problemas de saúde.

9. Aumenta a expectativa de vida

Como o chá verde contribui com a diminuição do risco de alguns cânceres e afasta as doenças cardiovasculares, seu consumo frequente aumenta a expectativa de vida. Um estudo realizado com mais de 40 mil adultos japoneses, mostrou que aqueles que beberam mais chá verde (cerca de 5 ou mais xícaras por dia) tiveram menos risco de morrer durante um período de 11 anos.

10. Melhora o humor

O chá verde possui uma substância conhecida por L-teanina que é responsável pelo aumento da produção de dopamina e serotonina que causam bem-estar. Além disso, nota-se maior sensação de relaxamento devido ao aumento de produção de ondas alfa do cérebro. Há ainda a presença dos flavonoides que controlam a ansiedade. Por isso, o consumo regular de chá verde contribui para a manutenção do bom humor.

11. Faz bem para a digestão

O chá verde pode auxiliar na estimulação de ácidos estomacais, contribuindo para a digestão e a absorção adequada dos nutrientes. Além de reduzir a absorção de gorduras e colesterol do organismo. Consumir regulamente ajuda a estimular a microbiota do intestino (flora intestinal), o que facilita a digestão.

Benefícios não comprovados

- Protege contra artrite: um estudo divulgado pelo The Journal of Nutrition mostrou que o consumo de chá verde pode proteger alguns ratos da artrite autoimune. Como resultado, ocorreu uma redução acentuada nos sintomas da doença, como dores nas articulações, a inflamação e os danos nos tecidos. Acredita-se que esse benefício aconteça por causa das propriedades anti-inflamatórias da bebida.

- Reduz o apetite e emagrece: pesquisadores da Universidade de Chicago comprovaram em uma pesquisa que um componente do chá verde fez com que cobaias perdessem até 21% de seu peso corporal. Os ratos usados na pesquisa perderam o apetite e consumiram menos alimentos após ter contato com um tipo de catequina, presente no chá verde.

- Inibe o vírus da zika: um estudo realizado em conjunto pela Unesp de Rio Preto, Faculdade de Medicina de Rio Preto e Universidade Federal de Mato Grosso mostrou que um composto do chá verde pode inibir o vírus da zika. Pesquisadores isolaram o vírus e aplicaram o composto que inibiu a entrada do vírus na célula. Ainda serão realizados testes em animais para comprovar a eficácia do chá verde no combate da doença que é transmitida pelo mesmo mosquito da dengue e chikungunya, o Aedes aegypti.

Riscos do consumo em excesso

Há poucos estudos que relatam as desvantagens ou riscos de beber o chá verde. Porém, quantidades excessivas de alguns chás, como o verde, podem prejudicar os rins devido a quantidade de oxalato (em excesso, pode causar cálculos renais).

Além disso, por ser uma bebida cafeinada causa aumento dos batimentos cardíacos, ansiedade e irritabilidade quando consumido em excesso. Por isso, hipertensos ou pessoas com histórico de ansiedade ou insônia também devem evitar o consumo.

Pessoas com glaucoma e irritações gástricas devem consumir com moderação. Assim como aqueles que usam medicamentos que ativam o sistema nervoso. Nesses casos, é importante consultar um médico antes de ingerir a bebida.

Como consumir o chá verde

A erva natural é mais potente do que os chás de saquinho industrializado. Apesar de possuírem as mesmas substâncias, eles têm concentrações diferentes. Por isso, sempre que possível, é importante preparar o chá verde com as folhas secas para potencializar os benefícios.

A forma de preparo também altera as propriedades da bebida --a cada 1 grama de folha inclua 100 ml de água. Deixe em infusão por cinco minutos em temperatura alta e consuma logo após o preparo para não perder os antioxidantes. Evite que a água ferva para que as folhas fiquem cozidas e com gosto ainda mais amargo.

Recomenda-se beber até 4 xícaras ao dia de chá verde. Mas é importante evitar consumir com as refeições, uma vez que pode interferir na absorção de ferro e cálcio dos alimentos.

O sabor é bastante forte e amargo, mas os especialistas não aconselham a adoçar o chá verde com açúcar branco ou adoçante. Para suavizar o gosto, é possível acrescentar outros alimentos como hortelã, erva-doce e até frutas secas. O mel pode ser uma alternativa para quem não gosta de consumir a bebida ao natural.

Fontes: Regina Stikan Carrijo, coordenadora de nutrição do Hospital Santa Catarina; Maria Fernanda Vischi D'Ottavio, nutricionista do HCor (Hospital do Coração); Karin Sedó Sarkis, nutricionista do Check-up do Fleury Medicina e Saúde; e Roseleide Moreira, nutricionista do Hospital Sepaco.

VivaBem no Verão

O UOL VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. Um espaço com atividades para você se exercitar, mas também curtir e relaxar na entrada da Riviera de São Lourenço. Venha nos visitar!

Data: do dia 27 de dezembro de 2018 ao dia 03 de fevereiro de 2019, de quinta a domingo
Horário: das 16h às 00h
Endereço: Avenida da Riviera, ao lado do shopping, na praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Mais Benefícios dos alimentos