Topo

Benefícios dos alimentos


Muito além do reforço contra gripe: 13 benefícios da laranja para a saúde

Na quantidade certa a laranja é uma aliada da saúde - iStock
Na quantidade certa a laranja é uma aliada da saúde Imagem: iStock

Samantha Cerquetani

Colaboração para UOL VivaBem

27/10/2018 04h00

Bastante popular no Brasil, a laranja é uma das maiores representantes das frutas cítricas. Seu sabor costuma ser doce ou levemente ácido (mais azedo), de acordo com o tipo da laranja. Além de ser rica em vitamina C, a fruta possui flavonoides e diversos nutrientes importantes para prevenir doenças e deixar o organismo mais resistente.

A laranja faz parte do cardápio de diversas pessoas que optam pelo suco da fruta pela manhã ou para acompanhar refeições. Além de ser usada como ingrediente de diversas receitas ou consumida in natura. A fruta está disponível para o consumo praticamente durante todo o ano. Confira, a seguir, os benefícios da laranja:

1. Reduz risco de AVC

iStock
Imagem: iStock

De acordo com a American Heart Association, consumir laranjas e frutas cítricas pode reduzir o risco de acidentes vasculares cerebrais isquêmico (AVC) em mulheres. O problema de saúde é causado pela obstrução nas artérias do cérebro. Segundo a pesquisa, que contou com mais de 69 mil pessoas, aquelas que comeram mais a fruta diminuíram o risco de derrame em 19%. Os pesquisadores acreditam que os flavonoides são os responsáveis por esse benefício, pois melhoram a função dos vasos sanguíneos e têm efeito anti-inflamatório.

VEJA TAMBÉM

2. Pedras nos rins

Getty Images
Imagem: Getty Images

Uma pesquisa realizada pela University of Texas Southwestern Medical Center (EUA) mostrou que o consumo de suco de laranja pode ajudar na prevenção de pedras nos rins. Esse problema de saúde acontece quando formam-se pequenos cristais nos rins e canais urinários, devido ao excesso de algumas substâncias no organismo. Foram examinados homens saudáveis e com pedras nos rins que ingeriram suco de laranja. O líquido da fruta produziu uma carga alcalina e diminuiu os níveis de ácido úrico no corpo, o que ajuda a controlar as pedras nos rins. Há um aumento no nível de citrato na urina, que ajuda a prevenir a formação de cálculos renais.

3. Diminui o colesterol

iStock
Imagem: iStock

O consumo da laranja diminui os níveis de colesterol ruim no organismo. Os flavonoides presentes na fruta limitam a absorção do colesterol no intestino. A laranja também é rica em vitamina C, flavonoides, betacaroteno e fibras, por isso é ideal para combater o colesterol ruim (LDL). As fibras presentes na laranja também diminuem a absorção do colesterol presente nos alimentos.

4. Evita o câncer

iStock
Imagem: iStock

Diversos estudos relacionam o consumo de frutas cítricas, como laranjas, à diminuição do risco de aparecimento de alguns tipos de câncer. Elas podem proteger contra câncer de mama, estômago, esôfago e pâncreas. Isso porque possui os flavonoides, que atuam como antioxidantes e podem bloquear o surgimento de determinados genes, responsáveis por doenças degenerativas, incluindo o câncer. A vitamina C também atua removendo e interrompendo as reações dos radicais livres, auxiliando na prevenção de alguns tipos de câncer.

5. Melhora a memória

iStock
Imagem: iStock

Beber suco de laranja todos os dias pode ajudar a melhorar a função cerebral em pessoas idosas, segundo um estudo divulgado pelo The American Journal of Clinical Nutrition. A pesquisa foi realizada com 37 pessoas com idade média de 67 anos que beberam cerca de 500 ml do suco por oito semanas. Como resultado, eles apresentaram melhora geral nas funções cognitivas em comparação com um grupo que não consumiu o suco. A vitamina C é um antioxidante que ajuda na sinapse dos neurônios, ou seja, melhora a transmissão de impulsos nervosos de uma célula para outra.

6. Protege os olhos

iStock
Imagem: iStock

Um estudo divulgado pela Westmead Institute for Medical Research mostrou que pessoas que comiam pelo menos uma laranja por dia diminuíram em 60% o risco de ter degeneração macular. A doença ocular pode levar à perda progressiva da visão. Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores acompanharam mais de 2 mil australianos acima de 50 anos por 15 anos.

7. Protege o coração

iStock
Imagem: iStock

Comer frutas cítricas, como as laranjas, pode ser bom para o coração. É o que afirma um estudo japonês que mostrou que as pessoas que comiam quantidades maiores de laranja tinham menores chances de desenvolver doença cardíaca e derrame. Placas de gorduras nas artérias (doença cardiovascular) são formadas com a combinação de colesterol alto e excesso de radicais livres. A laranja combate esses radicais livres devido a sua quantidade de antioxidades, o que diminui a chance de desenvolver problemas cardíacos. A laranja possui uma substância conhecida como hesperidina que atua no aumento da diurese e na manutenção da função endotelial agindo como protetora cardiovascular.

8. Afasta doenças respiratórias

iStock
Imagem: iStock

Os sintomas das alergias respiratórias podem ser amenizados com o consumo da laranja. A fruta é uma fonte de ácido fólico, responsável por diminuir as crises alérgicas. Uma pesquisa da Escola de Medicina Johns Hopkins (EUA) acompanhou 8 mil pessoas com rinite ou asma, por cerca de dois anos e comprovou os benefícios da laranja.

9. Diminui a prisão de ventre

iStock
Imagem: iStock

Um estudo conduzido pelo Centro de Pesquisa em Alimentos da USP (Universidade de São Paulo) mostrou que a ingestão do suco de laranja das variedades laranja baía e laranja cara cara proporcionam mudanças benéficas na composição da microbiota intestinal. Isso ocorre porque todos os tipos de laranjas são ricos em fibras. Quem consome com frequência pode ser beneficiado, pois a fibra é importante para a flora intestinal, a formação do bolo fecal e melhora a prisão de ventre.

10. Previne gripes e resfriados

iStock
Imagem: iStock

Pelo fato da laranja ser rica em vitamina C, seu consumo impulsiona o sistema imunológico, melhorando as defesas do organismo. Além de prevenir gripes e resfriados, o nutriente faz com que o tempo de duração das doenças seja menor. A vitamina C age alimentando nossas células de defesa, melhorando nossa capacidade e amplitude imunológica, o que evita esses problemas de saúde.

11. Adia o envelhecimento

iStock
Imagem: iStock

A vitamina C apresenta um potente efeito antioxidante, o que auxilia no combate aos radicais livres que causam o envelhecimento precoce. Essa substância remove substâncias potencialmente inflamatórias e que estão relacionadas ao envelhecimento das células do corpo.

12. Colabora com o funcionamento da tireoide

iStock
Imagem: iStock

Por ser repleta de carotenoides e vitamina C, a laranja ajuda no bom funcionamento da tireoide. A glândula se encontra na região do pescoço e tem o formato de uma borboleta, sendo responsável por liberar hormônios para todo o organismo. Além disso, a laranja estimula o bom funcionamento imunológico e melhora a absorção do ferro, mineral que costuma estar em falta em quem tem hipotireoidismo (quando a tireoide não produz a quantidade suficiente de hormônio). Uma pesquisa divulgada no The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism mostrou que a vitamina C melhora a produção dos hormônios produzidos pela tireoide.

13. Melhora o humor

iStock
Imagem: iStock

Consumir alimentos com vitamina C, como a laranja, melhora rapidamente o estado emocional de pacientes hospitalizados, de acordo com um estudo realizado por pesquisadores do Montreal's Jewish General Hospital (JGH). As pessoas receberam vitamina C ou vitamina D por sete a dez dias. Aqueles que receberam vitamina C tiveram uma melhora rápida no humor. Veja aqui outros alimentos que melhoram seu humor.

Benefícios em estudo

- Melhora a saúde dos ossos: uma pesquisa divulgada na revista Nutrition mostrou que o suco de laranja é um poderoso antioxidante para a saúde dos ossos e ajuda a prevenir a osteoporose, uma condição que deixa os ossos mais frágeis. Foram realizados testes com cobaias.

- Melhora o diabetes: o diabetes é uma das principais causas de mortalidade no mundo. Uma pesquisa realizada com ratos mostrou que a ingestão de antioxidantes, como a vitamina C, presente na laranja, pode reduzir o estresse oxidativo associado ao diabetes e, consequentemente, ajudar a restaurar o sistema de defesa antioxidante do organismo e melhorar os sintomas da doença.

Diferenças entre os tipos de laranja

iStock
Imagem: iStock

Há diversos tipos de laranja (baía, seleta, lima, pera...) e a maior diferença entre elas é apenas o sabor, pois elas apresentam valor nutricional muito similar, com poucas variações na quantidade de fibras.

Em relação à vitamina C existe uma pequena diferença entre as laranjas. A fruta que possui maior teor dessa vitamina é a laranja-da-baía (56,9 mg a cada 100 g de alimento), seguida da laranja-pera (53,7 mg). Todas as outras possuem quantidades similares (aproximadamente 42 mg).

Como consumir e a quantidade adequada

Os especialistas recomendam que a laranja seja consumida

A melhor forma de ingerir a laranja é juntamente com o bagaço para aproveitar 100% de suas fibras. Corte a laranja apenas na hora que for consumir, pois suas propriedades antioxidantes são muito sensíveis e oxidam rapidamente após o manuseio do alimento.

Para obter os benefícios da laranja, deve-se consumir pelo menos uma laranja crua por dia ou 150 ml do seu suco natural. Porém, o suco da fruta tem a desvantagem de não possuir as fibras que existem na fruta fresca.

Se optar pelo suco, lembre-se de prepará-lo apenas com a fruta, sem água ou açúcar, de preferência espremido na hora para que os nutrientes sejam bem aproveitados.

Quem deve evitar o consumo em excesso

iStock
Imagem: iStock

Pessoas com diabetes ou doenças hepáticas --como fígado gorduroso, hepatite ou cirrose --, devem se atentar ao consumo desta fruta, principalmente na forma de suco. As fibras nas laranjas ajudam a modular o açúcar no sangue, reduzindo a absorção na corrente sanguínea. A fruta tende a aumentar a glicemia do paciente com diabetes. Não é preciso excluir da alimentação, mas não exagere.

Além disso, pessoas com problemas gástricos, como gastrite ou úlceras, devem evitar o consumo da laranja em excesso. Isso porque o alto teor de acidez das frutas cítricas pode agravar a lesão gástrica e causar desconfortos.

Fontes: Renato Zilli, endocrinologista do hospital Sírio-Libanês; Marcela Voris, nutróloga e membro da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran); Tarcila Beatriz Ferraz de Campos, nutricionista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz; André Freitas, nutricionista e professor do curso de Nutrição do CEUNSP (Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio); Alan Tiago Scaglione, nutricionista da Estima Nutrição

Mais Benefícios dos alimentos