Topo

Benefícios dos alimentos


Tangerina ou mexerica? 11 benefícios da fruta que turbina a imunidade

Não importa o nome: a fruta é rica em vitamina C e fibras, trazem diversos benefícios à saúde - iStock
Não importa o nome: a fruta é rica em vitamina C e fibras, trazem diversos benefícios à saúde Imagem: iStock

Samantha Cerquetani

Colaboração para UOL VivaBem

05/10/2018 04h00

Descubra a melhor forma de consumo da mexerica e quem precisa tomar cuidado com o excesso da fruta na alimentação

Você fala mexerica ou tangerina? Enquanto as pessoas de São Paulo e do Sudoeste estão mais acostumadas com o primeiro termo, no resto do Brasil usa o último. No entanto, o nome oficial do fruto é tangerina --mexerica é apenas um dos tipos dessa fruta.

Vale ressaltar que, no entanto, todas elas carregam basicamente as mesmas propriedades, como o alto teor de ácido ascórbico, uma das formas ativas de vitamina C, um potente antioxidante natural. Além disso, ela é fonte de fibras e rica em potássio. Por isso consumir a tangerina com regularidade proporciona diversos benefícios para a saúde e até previne doenças.

VEJA TAMBÉM:

Veja a seguir os principais benefícios da tangerina. A lista foi feita com a ajuda do nutrólogo Celso Cukier, da Rede de Hospitais São Camilo, em São Paulo; nutricionista Kelly Leonel Medeiros, do Hospital Sírio-Libanês; nutricionista Giovanna Oliveira, membro do Instituto Brasileiro de Nutrição Funcional; e nutricionista Gabriella Gachet, do Vigilantes do Peso.

1. Previne envelhecimento precoce

iStock
Imagem: iStock

Você sabia que a mexerica pode ajudar a manter as células jovens por mais tempo? O envelhecimento precoce é causado por um processo degenerativo que acontece antes da idade biológica. Mas como a mexerica é rica em vitamina C, fibras e tem propriedades antioxidantes, ela auxilia no combate a radicais livres envolvidos no processo de envelhecimento.

2. Reduz inflamações

iStock
Imagem: iStock

Consumir regularmente tangerina ajuda a diminuir as inflamações do organismo. Mais uma vez a grande quantidade de vitamina C e substâncias antioxidantes presentes na fruta são responsáveis por essa proteção, impedindo a formação de radicais livres que possibilitam reações desnecessárias de oxidação no corpo e causam desconfortos.

3. Alivia a prisão de ventre

iStock
Imagem: iStock

As frutas cítricas, como as tangerinas, possuem uma quantidade grande de fibras. Quando elas entram no corpo, absorvem água e aceleram a digestão, eliminando os resíduos e aliviando a constipação. A tangerina apresenta três vezes mais fibras do que a laranja. Ela é rica em fibras, quando consumido o bagaço, auxilia para o bom funcionamento intestinal.

4. Aumenta a imunidade

iStock
Imagem: iStock

As frutas cítricas fortalecem as defesas do organismo contra infecções. Quem consome tangerina com frequência consegue aumentar a imunidade do corpo e fica mais resistente a diversos problemas de saúde. Mais uma vez a vitamina C é o antioxidante que aumenta a resistência do organismo, diminuindo as gripes e resfriados, por exemplo.

5. Afasta as doenças hepáticas

iStock
Imagem: iStock

Beber suco de tangerina cerca 3 vezes por semana pode ajudar no tratamento de doenças do fígado, pois a fruta melhora sua função de processar os nutrientes e distribuir para o organismo. Pesquisadores da Tokyo University of Medicine também comprovaram que a mexerica atua no bom funcionamento hepática e pode até prevenir o câncer de fígado.

6. Previne anemia

iStock
Imagem: iStock

Consumir tangerina também contribui para afastar a anemia, que é diminuição do número de glóbulos vermelhos no sangue. Isso ocorre porque a mexerica auxilia o corpo a absorver o ferro dos alimentos, principalmente se consumida junto de itens vegetais ricos no mineral, como feijão e outras leguminosas, cereais integrais e vegetais verde-escuros.

7. Aumenta a saciedade

iStock
Imagem: iStock

A mexerica é uma fruta rica em fibras, e por demorarem mais a serem digeridas, promovem saciedade por mais tempo. O consumo de alimentos com fibras atrasa o esvaziamento gástrico e diminui a fome. Além disso, ao comer tangerina a pessoa mastiga por mais tempo e aumenta a salivação, o que também diminui a vontade de comer.

8. Melhora o desempenho nas atividades físicas

iStock
Imagem: iStock

A tangerina é uma fruta rica em água e minerais como fósforo, cálcio e magnésio, o que auxilia na reposição de líquidos e eletrólitos perdidos com a transpiração após a prática de atividades físicas. As propriedades da fruta evitam também dores e câimbras após os exercícios. A mexerica ajuda no fortalecimento do sistema imunológico, trazendo mais disposição.

9. Diminui o risco de doenças do coração

iStock
Imagem: iStock

O consumo da tangerina diminui os riscos de aterosclerose, acúmulo de gordura nas artérias, que pode causar infartos e derrames. Um estudo mostrou que o consumo das frutas cítricas está associado ao baixo risco de doenças degenerativas, cardiovasculares e hipertensão, pois é antioxidante evitando, prevenindo e retardando a ação dos radicais livres.

10. Protege contra diabetes

iStock
Imagem: iStock

Uma pesquisa realizada pelos estudiosos da Universidade do Oeste de Ontário (Canadá) comprovou que a tangerina também contribui para prevenir diabetes. Isso ocorre porque o consumo da fruta ajuda a controlar a glicemia do organismo, graças à presença de flavonoides. Um estudo até sugere que ela pode ter efeitos parecidos com de medicamentos.

11. Reduz o colesterol

iStock
Imagem: iStock

Um composto encontrado nas cascas de frutas cítricas também tem o potencial de reduzir o colesterol de forma mais eficaz do que alguns medicamentos, de acordo com pesquisa divulgada no Journal of Agricultural and Food Chemistry. O responsável por esse benefício é um flavonoide presente nas frutas como tangerinas e laranjas.

Benefícios ainda em estudo

  • Combate a gordura abdominal: para quem quer se livrar dos famosos pneuzinhos, a tangerina pode ser a solução. Pesquisas realizadas em ratos mostraram uma redução de 60% da gordura abdominal. As fibras também auxiliam no bom funcionamento do intestino, reduzindo a sensação de inchaço abdominal;
  • Previne a obesidade: os pesquisadores da Universidade Oeste do Ontário também comprovaram que a tangerina previne a obesidade e a síndrome metabólica. Foram realizados testes em ratos. O grupo de ratos que foi alimentado com Nobiletin, um flavonoide presente na tangerina e não ficou obeso após uma alimentação calórica;
  • Ajuda a combater o câncer: Uma substância extraída da casca da tangerina pode matar algumas células cancerígenas humanas, de acordo com pesquisa da Leicester School of Pharmacy. Os estudiosos descobriram que esse composto, chamado Salvestrol Q40, pode destruir essas células. Ainda estão sendo realizados estudos em laboratórios para comprovar as propriedades anticancerosas da mexerica. A descoberta pode oferecer uma nova abordagem para encontrar um tratamento para cânceres como de mama, pulmão, próstata e ovário. Além disso, diversas pesquisas relacionam o consumo das frutas cítricas com a redução do risco de diversos tipos de cânceres.

Como consumir a tangerina

iStock
Imagem: iStock

A vitamina C é bastante sensível degradando-se facilmente durante o processamento e a estocagem. Quanto menor a manipulação, maior a preservação dos nutrientes. Por isso, recomenda-se o consumo da fruta in natura em vez de sucos ou preparações com a tangerina.

As partes brancas que encontramos na mexerica, podem e devem ser consumidas, pois são ricas em fibras, o que atua no bom funcionamento do intestino e ajuda a reduzir a absorção do açúcar presente na fruta pelo organismo.

Quem deve consumir com moderação?

A tangerina é uma fruta pouco calórica, rica em água, fibras, minerais e vitamina C e por isso é uma opção de lanche prático e saudável entre as refeições. Mas nem todo mundo pode exagerar.

A fruta possui um açúcar natural (a frutose) que em quantidade adequada não causa problemas para a saúde. Porém, em alguns grupos em que o controle da glicemia deve ser maior, como em pessoas com diabetes ou em mulheres com diabetes gestacional, em excesso pode causar alguns problemas de saúde.

Já quem tem problemas estomacais, como gastrite ou refluxo podem consumir as frutas cítricas como a tangerina com moderação e não precisam excluí-las da alimentação, se o quadro estiver controlado. Se não houver intolerância individual, não há evidências de que a mexerica possa dificultar o processo de digestão ou causar alterações gástricas.

UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do informado anteriormente nessa matéria, o abacaxi não é uma fruta cítrica, apesar de também ser um alimento ácido e rico em vitamina C.

Mais Benefícios dos alimentos