Topo

Pergunte ao VivaBem

Os melhores especialistas tiram suas dúvidas de saúde


Pergunte ao VivaBem

Bati meu seio e estou com dor. A pancada pode causar câncer de mama?

Pergunte ao VivaBem - Cancer de Mama
Imagem: Fernanda Garcia/VivaBem

Gabriela Ingrid

Do VivaBem

10/04/2018 04h00

"Há três dias que bati um dos meus seios na quina de um móvel e continuo com dor. Estou com medo que a batida provoque câncer de mama. É possível?"

Esse tipo de tumor maligno é derivado de alterações genéticas e não de pancadas no seio. Portanto, traumas não causam câncer de mama. A dúvida ocorreu, porque a batida pode causar dor, incômodo e demorar alguns dias para voltar ao normal. Medicamentos para a dor e compressas podem aliviar o incômodo.

O problema é que muitas mulheres não têm o costume de fazer o exame de toque. Às vezes, o trauma chama a atenção para o corpo, fazendo com que ela descubra um nódulo que já estava lá, mas não tinha sido descoberto. Por isso, é importante fazer o autoexame mensalmente e, caso haja uma alteração persistente na mama, a recomendação é que o paciente procure um médico.

Veja também:

As mulheres devem realizar ultrassonografia das mamas anualmente. A partir dos 40, os profissionais consultados recomendam mamografias anuais. A SBOC (Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica) e a SBM (Sociedade Brasileira de Mastologia), entre outras entidades, também indicam que as mulheres acima de 40 anos façam o exame anualmente. 

Portanto, mantenha os exames e cuidados em dia, já que, quando o câncer de mama é diagnosticado em fase inicial, aproximadamente nove em cada 10 casos têm chance de cura.

Fontes: Aline Lauda, médica especialista em oncologia e diretora da SBOC (Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica); Fabiana Baroni Makdissi, cirurgiã oncológica e diretora do Departamento de Mastologia do A.C.Camargo Cancer Center.

Quais são suas principais dúvidas sobre saúde do corpo e da mente? Mande um e-mail para pergunteaovivabem@uol.com.br. Toda semana, os melhores especialistas respondem aqui no VivaBem.

Siga o VivaBem nas redes sociais
Facebook • Instagram • Youtube