PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Uma única refeição rica em gordura já pode alterar vasos sanguíneos

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do VivaBem, em São Paulo

03/04/2018 14h16

A ciência já sabe que uma dieta rica em gordura saturada e colesterol pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares, como a aterosclerose --distúrbio no qual as artérias perdem sua elasticidade. Mas uma nova pesquisa, publicada na revista Laboratory Investigation, encontrou mudanças nos vasos sanguíneos de homens saudáveis após o consumo de uma única refeição rica em gordura.

Essas alterações prejudiciais aos vasos sanguíneos foram observadas quatro horas após a refeição, mas, segundo os pesquisadores, nosso corpo sabe lidar com o dano, tornando-o reversível após oito horas.

Mas, atenção: eles alertam que tal efeito deletério provavelmente durará muito mais se uma refeição rica em gordura for seguida por outra. Por isso, melhor maneirar na gordura que coloca no prato.

Veja também:

No estudo, 10 homens saudáveis --que se exercitavam regularmente e tinham níveis normais de colesterol e lipídios no sangue -- foram divididos em dois grupos. Um deles foi alimentado com um milk-shake de altíssimo teor de gordura. A quantidade, inclusive, foi calculada individualmente: cada participante ingeriu 1 g de gordura por quilo de peso corporal. Ou seja, uma pessoa com 70 kg consumiu 70 g de gordura. Parece muito, mas você encontra essa porção em algumas refeições com hambúrguer, batata frita e sobremesa, típicas de redes fast-food.

Em contrapartida, os outros cinco homens foram alimentados com uma refeição com o mesmo número de calorias, mas com pouca gordura. Os pesquisadores realizaram testes bioquímicos nos participantes quatro horas após as refeições, concentrando-se no impacto desses alimentos nos glóbulos vermelhos -- células que transportam oxigênio através do sangue.

Parte da razão pela qual eles são tão importantes para a saúde cardiovascular é que carregam o colesterol por veias e artérias, bem como o óxido nítrico. Essas são duas substâncias que influenciam a elasticidade dos vasos sanguíneos.

Alterações nos glóbulos vermelhos

Segundo os autores, as células sanguíneas de quem consumiu a refeição cheia de gordura ficaram menores e mudaram de formato, adquirindo "espécies de espinhos". As alterações deixaram os glóbulos vermelhos particularmente prejudiciais para os vasos sanguíneos e preparam o terreno para doenças cardíacas.

Além disso, descobriu-se um aumento nas espécies reativas de oxigênio, mudança essa que pode levar a interrupções no funcionamento dos glóbulos vermelhos e ainda elevar o nível de uma enzima que acredita-se estar implicada na aterosclerose e no ataque cardíaco, chamada de mieloperoxidase (MPO).

Estudos anteriores a associaram a uma perda de elasticidade nos vasos sanguíneos, bem como à oxidação do colesterol de lipoproteína de alta densidade, ou o chamado colesterol bom. Finalmente, os autores também notaram mudanças nos glóbulos brancos, com a dieta rica em gordura aumentando os níveis de monócitos pró-inflamatórios, da mesma forma que uma infecção.

Siga o VivaBem nas redes sociais
Facebook • Instagram • Youtube

Saúde